FLamengo
Reprodução
FLamengo

Mesmo com a classificação do Flamengo na Libertadores , torcedores se revoltaram com a atuação do time e as decisões do técnico Rogério Ceni diante da LDU, e picharam o muro do Ninho do Urubu.

As frases "Ceni burro" e "Zaga m****" foram escritas na parede do Centro de Treinamento após o empate no Maracanã.

O técnico também foi alvo da revolta dos torcedores nas redes sociais. O motivo foi poupar titulares na partida e escalar uma defesa com três zagueiros.

Sábado, o Flamengo encara o Fluminense pela segunda partida da final do Carioca. Rogério Ceni, após três jogos sem vitória, volta a ficar pressionado.

O jogo

Não é possível dizer se a controversa ideia de Rogério Ceni ao poupar parte dos titulares do Flamengo na Libertadores daria certo, pois ela só durou 15 minutos. Com a expulsão de Arão, por falta imprudente, o time escalado com reservas e três zagueiros se desajustou e flertou com mais um drama na competição. Mas o gol salvador de Gustavo Henrique nos minutos finais evitou a derrota para a LDU, no Maracanã. E após o 2 a 2 o time se classifica com uma rodada de antecedência para as oitavas de final.

Você viu?

Se a intenção do técnico era preservar jogadores para a final do Estadual contra o Fluminense, a estratégia foi por água abaixo. Com um a menos, o Flamengo precisou lançar titulares como Bruno Henrique, Diego e Arrascaeta, que começaram no banco. O uruguaio foi quem fez a assistência perfeita para o zagueiro definir o placar.

Pedro abriu a contagem para o rubro-negro, que levou gols de Guerra e Jhojan Julio, o primeiro em bola aérea, novamente.

O resultado deixa o Flamengo com onze pontos, e a equipe vai disputar o primeiro lugar do grupo G diante do Vélez, dia 27, no Rio.

Com dez, e uma oportunidade clara desperdiçada por Gerson antes do cartão vermelho de Arão, o Flamengo passou o jogo tentando se encontrar, e voltou a cometer os mesmos erros. Na bola aérea, mesmo com três zagueiros altos - Bruno Viana, Léo Pereira e Gustavo Henrique - desperdiçou a chance de manter o jogo sob seu controle.

Quando Pedro dominou cruzamento, limpou o lance e tocou no cantinho, parecia que estar com um a menos não seria um problema. Mas em escanteio da LDU, a equipe se posicionou mal na defesa e levou o empate de cabeça.

A esta altura Ceni tinha lançado João Gomes no lugar de Éverton Ribeiro. A criação com Gerson, Vitinho e Gabigol não foi suficiente. No segundo tempo, Ceni tirou o camisa nove e botou Bruno Henrique, para ganhar mais força e velocidade. Entraram ainda Arrascaeta e Diego depois que a LDU virou. E só assim foi possível chegar à vitória.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários