Corinthians
Rodrigo Coca/Agência Corinthians
Corinthians


Com uma goleada por 4 a 0 aplicada pelo Peñarol-URU, o Corinthians deu adeus para a Copa Sul-Americana e teve uma atuação vexatória, em Montevidéu, no Uruguai, nesta quinta-feira. Com três gols de Álvarez Martínez e um de Canobbio, o time uruguaio atropelou os corintianos e encaminhou sua classificação. Agora, o Alvinegro foca no Paulistão, que é o que mostrou querer.




"Baile" uruguaio quase gera goleada em cima do Timão; 2 a 0 foi pouco

O primeiro tempo começou com o Alvinegro ensaiando uma marcação alta na saída de bola do time da casa, o que parecia ser uma postura vitoriosa, mas ela não demorou muito para ruir. Logo aos quatro minutos, após cobrança de escanteio, Álvarez Martínez subiu no meio de três zagueiros e cabeceou para o gol. Cássio ainda defendeu, mas a bola já tinha ultrapassado a linha. 1 a 0.

A superioridade do Peñarol se provava ali, e um "baile" uruguaio se armava contra os brasileiros, que não reagiam. Enquanto isso, aos novo minutos, mais uma chance de gol, que Bruno Méndez tirou da cabeça de Álvarez Martínez. Trindade, pouco depois, arriscou um chute perigoso, que passou muito perto da trave. Em seguida, um novo castigo para o Timão, de novo pelo lado esquerdo da defesa: González cruzou rasteiro e Martínez completou. 2 a 0.

Os acontecimentos seguintes levavam a crer que o Corinthians tomaria uma goleada em Montevidéu. Aos 17, González ficou cara a cara com Cássio e chutou em cima do goleiro, no rebote Facundo Torres tentou a cobertura, mas sem sucesso. Aos 25, Torres novamente saiu da ponta direita, passou com facilidade pela defesa e chutou no cantinho, mas a bola bateu na trave.

Dali em diante, Mancini conseguiu ajustar a zaga puxando Xavier para uma linha de três, diminuindo o perigo. No ataque veio a primeira finalização corintiana, aos 29 minutos, com Mosquito, após falha de Kagelmacher, que foi neutralizada pelo goleiro Dawson. Aos 41, Roni recebeu bom passe de Mosquito e emendou uma bomba no travessão. Apesar de melhorar, o Peñarol fechou a primeira etapa com total controle do jogo e do resultado.

O pior viria no segundo tempo, com goleada uruguaia

Na volta do intervalo, Mancini tirou Xavier e colocou Otero para deixar o time mais ofensivo. A iniciativa parecia dar certo, até que o Peñarol arrumou um contra-ataque após cobrança de escanteio do Timão. Cepellini tocou para Canobbio que, dentro da área, cortou Roni e colocou no cantinho de Cássio. 2 a 0 para os uruguaios, que ainda não se mostravam satisfeitos com o placar.

Otero, em cobrança de falta, quase faz um golaço, mas a bola bateu no travessão, na sobra Gil chutou por cima. Léo Natel e Lucas Piton foram a campo nos lugares de Jô e Mateus Vital. Mas o pior ainda estava por vir. Após escanteio, a zaga do Corinthians afastou e Cepellini devolveu para área, onde Álvarez Martínez estava sozinho para fazer o terceiro dele na partida e transformar o placar em goleada. 4 a 0 e um resultado vexatório para o Timão.

Roni, que foi um dos menos piores do Corinthians no duelo, tentou arriscar um chute de longe aos 35 minutos, mas a bola saiu sem perigo para o goleiro Dawson, que trabalhou muito menos do que no jogo de São Paulo. Aos 38, Otero fez lindo lançamento para Lucas Piton, que deu no meio das pernas do experiente Maxi Pereira e finalizou, porém sem direção, muito longe do gol.

O Peñarol ainda cehgou com perigo para tentar fazer o quinto gol, quando Schiappacasse achou Olivera, que finalizou e exigiu boa defesa de Cássio. Apesar da boa entrada de Lucas Piton, o Corinthians nada mais pôde fazer e viu os uruguaios controlarem como quiseram o resultado desta quinta.

E agora?

Com a derrota, o Corinthians não tem mais chances de classificação no Grupo E da Copa Sul-Americana. Enquanto Peñarol foi a 12 pontos, o Timão ficou com quatro e não pode alcança os uruguaios na liderança, restando duas rodadas para o término da fase de grupos. Apenas o líder de cada chave tem vaga nas oitavas de final. Alvinegro cumpre tabela contra Huancayo e River Plate-PAR.

FICHA TÉCNICA
PEÑAROL-URU 4 X 0 CORINTHIANS

Local: Campéon del Siglo, Montevidéu (URU)
Data-Hora: 13/5/2021 - 21h30
Árbitro: Nestor Pitana (ARG)
Assistentes: Juan Pablo Belatti (ARG) e Maximiliano del Yesso (ARG)
Público/renda: Portões Fechados
Cartões amarelos: Canobbio e Piquerez (PEN) Jô, Camacho e Fábio Santos (COR)
Cartões vermelhos: -
Gols: Álvarez Martínez (4'/1ºT) (1-0), Álvarez Martínez (13'/1ºT) (2-0), Canobbio (7'/2ºT) (3-0), Álvarez Martínez (23'/2ºT) (4-0)

PEÑAROL-URU: Dawson; Giovanni González (Valentín Rodríguez, aos 41'/2ºT), Formiliano, Kagelmacher e Piquerez; Trindade e Gargano (Musto, aos 29'/2ºT); Canobbio (Maxi Pereira, aos 29'/2ºT), Cepellini e Facundo Torres (Olivera, aos 37'/2ºT); Álvarez Martínez (Schiappacasse, aos 29'/2ºT). Técnico: Mauricio Larriera.

CORINTHIANS: Cássio; Mandaca, Bruno Méndez, Gil e Fábio Santos; Xavier (Otero, no intervalo), Camacho (Adson, aos 24'/2ºT) e Roni; Gustavo Mosquito, Mateus Vital (Lucas Piton, aos 15'/2ºT) e Jô (Léo Natel, aos 15'/2ºT). Técnico: Vagner Mancini.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários