Duílio
Divulgação
Duílio

A dívida do Corinthians com a Caixa Econômica Federal e a Odebrecht, relacionada a Neo Química Arena, está muito próxima de ser solucionada e um acordo entre todas as partes já foi acertado, de acordo com o presidente do clube, Duílio Monteiro Alves.

Em entrevista a jornalista Marília Ruiz, o comandante do clube cravou o acordo com o banco público. "A questão (com a Caixa) está resolvida e acertada. Existe a burocracia de assinatura de contrato porque envolve a Caixa, envolve o Corinthians, envolve o Fundo Arena. É muito dinheiro. Mas estamos finalizando a formalização do acordo", afirmou ele.

O presidente aproveitou para falar quanto restará para pagar e confirmou que parte da receita do estádio passará a entrar nos cofres do clube. "O Corinthians deve aproximadamente R$ 570 milhões, acertou a venda do naming rights por R$ 300 milhões, e teria um saldo a pagar de 270 milhões aproximadamente em 20 anos com carência neste primeiro ano. Com isso acertado, o clube teria aproximadamente 50% das receitas da Arena para usar no clube", apontou.

Sobre a questão envolvendo a Odebrecht, responsável por construir o estádio, Duílio garantiu que o clube não deve mais nada. "Essa questão está resolvida e acertada. Precisa da recuperação judicial da empresa ser resolvida para isso ser homologado. Ficará zerado. O Corinthians ficará só devedor do saldo com a Caixa", disse.

Por fim, falou de quando os acordos devem ser anunciados. "Estamos correndo muito para anunciar isso nos próximos dias ou no próximo mês", concluiu.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários