Carlos Sánchez pede paciência ao torcedor do Peixe
Ivan Storti/Santos FC
Carlos Sánchez pede paciência ao torcedor do Peixe

Uma das referências e lideranças no elenco do Santos, o meia Carlos Sánchez se posicionou sobre  a saída do técnico Ariel Holan no comando da equipe. O uruguaio fez uma publicação em sua conta no Instagram pedindo paciência e apoio da torcida, Sánchez ainda reforçou que é um momento de mudança.


- É um momento difícil que vivemos e pelo qual todos sentimos muita dor. Só quero pedir paciência, sabendo que tivemos jogadores muito importantes que já se foram, assim como a maior parte do time são jogadores muito jovens e que merecem um tempo para poderem fazer a sua transição e se adaptarem a tudo isto. Acho que o melhor neste momento é apoiar. Hoje o técnico pediu a demissão, uma pessoa excelente que conheço há muito tempo e sei o valor que ele tem como pessoa e como profissional Infelizmente o futebol é assim e exige em curto prazo. O clube está passando por um momento de mudança e reorganizando tudo para recomeçar. Só peço paciência e apoio porque todos precisamos resultados, tanto jogadores como torcedores. Estamos juntos sempre! - desabafou o uruguaio.

Você viu?

O meia voltou a treinar com o elenco do Santos no início deste mês. O retorno do uruguaio em jogos oficiais agora só depende do condicionamento físico dele. Sánchez foi operado em outubro do ano passado após romper o ligamento cruzado anterior do joelho esquerdo na vitória de 3 a 2 do Peixe diante o Olímpia, pela Copa Libertadores da América.

A previsão de volta do jogador aos gramados é para o mês maio. Sánchez não atua há cinco meses e precisa recuperar o ritmo e a melhor forma física. Além de líder, o regresso de Sánchez é visto com bons olhos, ainda mais nesse momento. Recentemente a equipe perdeu o volante Sandry, que também se recupera de uma cirurgia no ligamento cruzado anterior do joelho direito e deve desfalcar o time por quase toda a temporada.

Sánchez está com o contrato por terminar e a diretoria santista tem o interesse na sua permanência. O meia soma 104 jogos com a camisa do Santos e 25 gols, sendo o segundo maior artilheiro estrangeiro da história do clube.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários