Arrascaeta
Divulgação
Arrascaeta

A boa estreia do Flamengo na Libertadores começou nos pés de Gerson e terminou nos de Arrascaeta . Respectivamente garçom da equipe e responsável pelo gol da virada sobre o Vélez Sarsfield , na noite de terça-feira, os meias vivem situação semelhante no clube: aguardam uma renovação de contrato com reajuste salarial.

No entanto, a diretoria já sinalizou aos representantes dos jogadores que eles terão que esperar. A ideia é voltar a colocar o tema em debate no segundo semestre, quando houver uma perspectiva mais clara sobre as receitas com a negociação de outros atletas, o que abrirá uma certa folga para investir.

Fato é que a vitória por 3 a 2 na Argentina lembrou ao Flamengo como é importante ter jogadores decisivos. E que é preciso mantê-los motivados para dar retorno em campo. No caso de Arrascaeta, desde o ano passado o empresário Daniel Fonseca espera que o clube compre os 25% dos direitos econômicos do atleta que pertenciam ao Defensor, do Uruguai, mas foram comprados por ele. A diretoria rubro-negra, porém, havia avisado já naquela ocasião que este ano seria de gastos equilibrados. O agente cogita ouvir ofertas de fora do Brasil para o meia, cujo contrato vence no fim de 2023, mas o Flamengo se respalda na multa de 40 milhões de euros.

Após desfalcar a equipe no Estadual, por causa de uma torção no tornozelo, mas com este pano de fundo, Arrascaeta voltou com tudo e brilhou na Libertadores. A atuação e a postura do atleta renderam elogios de Rogério Ceni, que não viu interferência do imbróglio.

— Conheço o caráter do jogador, ele teve uma lesão no tornozelo, isso é verdade — disse o técnico Rogério Ceni: — Ele se recuperou bem e mostrou seu talento. Dentro de campo, não influenciou nada. Acho que é feliz aqui.

O empresário de Gerson, Marcão, disse que vai aguardar do clube a valorização prometida ao meia, com vínculo também até 2023.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários