Flamengo
Alexandre Vidal
Flamengo


Em uma partida de tempos distintos, Portuguesa e Flamengo empataram em 2 a 2 neste sábado, no Estádio Luso-Brasileiro. A Lusa abriu vantagem na etapa inicial, com gols de Mauro Silva e Romarinho, mas viu o Rubro-Negro melhorar após o intervalo e chegar à igualdade com dois gols do centroavante Pedro, que retornou ao time de Rogério Ceni após recuperar-se de lesão muscular.

O resultado levou o Flamengo, com 20 pontos, à liderança momentânea, superando o Volta Redonda, que tem a mesma pontuação e entra em campo pela 10ª rodada da Taça Guanabara neste domingo, contra o Bangu, às 15h15.



A Lusa, por sua vez, foi aos 18 pontos e está na quarta posição. O Madureira, com 15, e o Vasco, com 13, ainda têm chances de avançar às semifinais do Campeonato Carioca. 

PRIMEIRO TEMPO DE UM SÓ TIME, A LUSA

A Lusa abriu vantagem em um primeiro impecável na Ilha. Diante da apatia rubro-negra, a Portuguesa inaugurou o placar logo aos 13 minutos, em finalização indefensável de Mauro Silva no ângulo de Hugo Souza. Já neste momento, os sinais de que o Flamengo não viveria uma boa noite estavam claros, com os setores de defesa, meio de campo e ataque fora de sintonia.

Especialmente com Chay, aberto na esquerda, a equipe de Felipe Surian encontrou espaços para contra-atacar. Foi um passe do camisa 14 que encontrou Cafu próximo à área. O cruzamento passou por toda a defesa do Flamengo, sem ninguém conseguir afastar, até que a bola chegou aos pés de Romarinho, na segunda trave, e o atacante não teve problemas para ampliar.

Ofensivamente, o Flamengo foi da mesma forma decepcionante. Matheuzinho, João Gomes, Hugo Moura, Pepê, Vitinho, Michael e Pedro... Todos participaram do bom início do "time alternativo" no início do Estadual, mas não foram capazes de superar a marcação da Portuguesa. Há de se dar os méritos à Lusa, dona da melhor defesa da Taça Guanabara, com quatro gols sofridos até então.

PEDRO APROVEITA CHANCES E VAI À LIDERANÇA

Na volta do intervalo, bastou ao Flamengo mostrar um pouquinho mais de disposição, adiantando a marcação, para equilibrar a partida. E, com isso, a bola passou a chegar em Pedro. Aos 10, o cruzamento de Michael veio da esquerda, e o camisa 21 antecipou-se ao zagueiro para desviar e diminuir.

Oito minutos depois, a pressão na saída de bola rival deu resultado, com Hugo Moura desarmando próximo à área e encontrando João Gomes. A enfiada do volante foi precisa, e coube a Pedro apenas tocar na saída de Neguete para deixar tudo igual no Luso-Brasileiro. Retornando de lesão muscular, Pedro foi substituído por Rogério Ceni aos 29, dando lugar a Rodrigo Muniz. Max, por sua vez, entrou no lugar de Pepê - que não fez uma boa partida no meio de campo.

Até o apito final, o time de Rogério Ceni teve maior controle do jogo, mas não passou disso. Nem Hugo Souza, do Flamengo, nem Neguete, da Portuguesa, precisaram fazer grandes intervenções e a igualdade em 2 a 2 persistiu na Ilha.

FICHA TÉCNICA
PORTUGUESA 2X2 FLAMENGO

Estádio:
Luso Brasileiro, no Rio de Janeiro (RJ)
Data e hora: 17 de abril de 2021, às 21h05
Árbitro: Rafael Martins de Sá
Assistentes: Daniel do Espírito Santo Parro e Fabiana Nóbrega Pitta

Gols: Mauro Silva (1-0, 12'/1ºT), Romarinho (2-0, 7'/1ºT) e Pedro (2-1, 10'/2ºT e 2-2, 18'/2ºT)

Cartão amarelo: Neguete, Pedro Carrerete, Luís Gustavo, Emerson Carioca (POR); Gustavo Henrique (FLA)
Cartão vermelho: Ninguém.

Você viu?

PORTUGUESA (Técnico: Felipe Surian)

Neguete; Watson (Sidney, 13'/2ºT), Pedro Carrerete, Diego Guerra e Luís Gustavo (Muniz, 32'/2ºT); Wellington César, Mauro Silva, Cafu (Pernão, 19'/2ºT) e Chay; Emerson Carioca (Douglas Eskilo, 32'/2ºT) e Romarinho.

FLAMENGO (Técnico: Rogério Ceni)

Hugo; Matheuzinho, Rodrigo Caio (Bruno Viana, Intervalo), Gustavo Henrique e Renê; Hugo Moura, João Gomes (Thiaguinho, 41'/2ºT) e Pepê (Max, 29'/2ºT); Michael, Vitinho (Mateus Lima, 45'/2ºT) e Pedro (Rodrigo Muniz, 29'/2ºT).

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários