Ygor
Reprodução
Ygor

O Fluminense sofreu nesta semana uma penhora de R$ 992.857,96 para pagar um dívida com o ex-volante Ygor, que defendeu o Tricolor em 2008. A ação corre nos tribunais desde 2010.

A determinação foi dada pelo juiz Marcelo José Duarte Raffaele, do Tribunal Reginal do Trabalho do Rio de Janeiro. A informação foi publicada pelo portal "Esporte News Mundo".

"Intimada ao pagamento, a ré manteve inerte. Assim, defiro o requerimento do autor. Expeça-se E-CARTA para penhora de crédito em mãos deterceiro (art. 855, I), a recair nos endereços fornecidos pelo exequente, determinando que as terceiras abaixo identificadas, se abstenham de efetuar pagamento de qualquer valor vencido ou vincendo ao devedor FLUMINENSE FOOTBALL CLUB, inclusive, mas não somente, de eventual crédito advindo do resultado do Campeonato Brasileiro de 2020, Campeonato Carioca, Copa Libertadores, Copa do Brasil ou outros do gênero, até o montante de R$ 992.857,96, relativos à execução judicial no processo em epígrafe", disse a decisão.

A medida foi proferida no dia 5 de abril. Ela aconteceu porque o Fluminense não pagou a dívida até o prazo de 18 de março, estabelecido no começo do mês após a decisão favorável ao volante. O clube tinha a possibilidade de efetuar o depósito de 30% e requerer a divisão do restante em até seis vezes. Inicialmente, o Fluminense foi intimado a contactar o jogador para a possibilidade de um acordo em até dez dias. Sem movimentação das partes, o magistrado determinou a penhora.

Ygor, que atualmente tem 36 anos, jogou pelo Fluminense apenas por um ano, na temporada 2008, emprestado pelo Start, da Noruega. Ele foi titular na campanha do vice-campeonato da Libertadores. O ex-jogador defendeu outros grandes clubes como Internacional e Vasco.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários