Agnaldo
Reprodução
Agnaldo


Botafoguense fanático e dono de uma das vozes mais conhecidas do Brasil, Agnaldo Timóteo morreu neste sábado aos 84 anos vítima da Covid-19 . O cantor demostrou em diversos momentos a paixão pelo Glorioso durante sua vida e chegou a ajudar o Alvinegro financeiramente.

Em 1983, o cantor arcou as despesas do velório do atacante Garrincha , em Magé, interior do Rio. A lápide pensada e paga pelo cantor dizia: 'Aqui descansa em paz aquele que foi a alegria do povo'.

O Alvinegro publicou em suas redes sociais uma foto do artistas abraçado a Nilton Santos no enterro do eterno camisa 7. Além disto, destacou:

- Agnaldo, mais uma estrela que brilha em nossa constelação imortal.

Você viu?

O artista (que participava frequentemente de resenhas esportivas no rádio para falar do seu clube de coração) também chamou atenção por suas broncas com a equipe do Botafogo. Uma delas aconteceu na partida da equipe com o Operário-VG, válida pelo Campeonato Brasileiro de 1984.

Após Cláudio Adão ter seu pênalti defendido pelo goleiro Mão de Onça, Agnaldo Timóteo (que na época era deputado federal) invadiu o campo de São Januário e foi em direção ao camisa 9 botafoguense para lhe fazer cobranças duras. A irritação não adiantou, e a equipe perdeu por 1 a 0, acabando eliminada da competição nacional.

Recentemente, o cantor também chamou a atenção, uma vez que fazia comentários nas redes sociais, muitos, em tom ácido, sobre o desempenho do clube nos gramados. Recentemente, em janeiro, Agnaldo passou uma 'receita' para que os atletas aprendessem com os erros, na tentativa de evitar o rebaixamento do clube (o que de nada adiantou).

CARREIRA
Nascido em Caratinga (MG), Agnaldo Timóteo exerceu várias profissões antes de iniciar sua carreira fazendo shows em circos. Depois, ganhou notoriedade ao se apresentar no programa "Hoje É Dia de Rock", do apresentador Jair de Taumaturgo.

Entre seus sucessos, estão interpretações de "Meu Grito", "Os Brutos Também Amam", "Galeria do Amor", "Eu, Pecador", "Etiquetas", além de canções em homenagens às mães ("Obrigado, Mamãe", "Mamãe" e "Mãezinha Querida").

Agnaldo Timóteo também se notabilizou por fazer uma série de discos em parceria com a cantora Ângela Maria (de quem foi motorista antes da fama) e por fazer tributos em seus discos.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários