Cleber
Reprodução
Cleber

Todo mundo sonha em acordar e ver a conta bancária recheada de dinheiro. Foi isso que aconteceu com Cleber Moraes Cunha Junior, de 36 anos, morador de Santos , no litoral de São Paulo, que levou um susto ao notar um depósito de R$ 750 mil.

O problema é que a quantia era destinada a um ex-jogador do Santos e o erro aconteceu porque os números da conta-corrente dos dois são parecidas, com apenas um número diferente. Além disso, Cléber nasceu um dia antes do ex-jogador.

Diante da situação, ele entrou em contato com o banco para descobrir a origem do dinheiro e estornar o valor. Foi só aí que os gerentes do banco descobriram que a transferência pertencia ao ex-jogador, que não teve o nome divulgado, e que venceu um processo trabalhista pelo período em que atuou no Peixe, entre os anos 2005 e 2010.

O investidor chegou a procurar o ex-jogador pelas redes sociais para tentar devolver o dinheiro, mas não teve sucesso. Porém, conseguiu o contato com a advogada do ex-atleta e, após explicar o ocorrido, o fórum trabalhista estornou o dinheiro.

Em entrevista ao G1, Cléber disse que em nenhum momento pensou em ficar com o dinheiro. "Sou de uma família muito honesta, estou aqui de forma honesta. Eu não trabalhei pelo dinheiro, é dele. Devolvi integralmente. Tudo voltou para conta dele", afirmou.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários