Edmilson Ávila rasga projeto que muda o nome do Maracanã
Reprodução / Globo
Edmilson Ávila rasga projeto que muda o nome do Maracanã


Apresentador do RJTV, Edmilson Ávila criticou fortemente o projeto de lei aprovado pela Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (ALERJ) que renomeia o Maracanã de Estádio Jornalista Mário Filho para Estádio Edson Arantes do Nascimento - Rei Pelé a ponto de rasgar o documento durante a edição desta quarta-feira do programa. O jornalista avaliou que a ideia era inadequada e ironizou o texto do projeto.

- Olha o que diz a justificativa [do projeto] "Pelé é um ex-futebolista brasileiro que atuava como atacante", não diga! E também diz aqui "Pelé fez seu milésimo gol no Maracanã", não dia! É verdade? Diz aqui também "pessoa reconhecida mundialmente", não diga que o Pelé é reconhecido mundialmente! Tô sabendo disso tudo agora - ironizou o apresentador. Em seguida, o apresentador rasgou o projeto e jogou os pedaços picados do documento pra cima.

Você viu?


- O projeto é do deputado André Ceciliano, um deputado respeitado, muito importante, presidente da ALERJ, influente, até destaquei aqui na semana passada um projeto dele muito bom, dos melhores que eu tenho visto ultimamente, que é do auxílio emergencial. Mas este projeto aqui [renomear o Maracanã], este projeto é inadequado - ressaltou Edmilson Ávila.

- Mário Filho tem uma importância, foi ele quem lutou pro Maracanã ser gigante, porque naquela época eles queriam um estádio menor. Portanto gente, isso aqui [o projeto] é rasgar a história, e agora cabe ao governador, tá no colo do governador, se ele vai querer ficar bem na ALERJ, ficar bem com o presidente da ALERJ, ou se ele vai jogar a história do Rio de Janeiro - concluiu o apresentador enquanto rasgava o documento.

Outras figuras públicas também se posicionaram contra a renomeação do Maracanã e criticaram a votação do projeto em meio a pandemia do Covid-19. No Twitter, cariocas e torcedores levantaram a hashtag #vetagovernador, pedindo para que o governador em exercício do Rio de Janeiro não sancione o projeto.

​No texto aprovado pelos deputados, o complexo poliesportivo do Maracanã, que conta com o estádio de futebol, o Maracanãzinho, o parque aquático Júlio Delamare e o estádio de atletismo Célio de Barros, passaria a se chamar Complexo Mário Filho , para continuar homenageando o jornalista. Já o campo passaria a se chamar Estádio Edson Arantes do Nascimento - Rei Pelé, com a proposta de homenagear o ídolo do futebol ainda em vida.

​O estádio do Maracanã tem seu nome em homenagem ao jornalista esportivo Mário Filho, que fez campanha pela construção da arena para a Copa do Mundo de 1950, no Brasil. Os torcedores cariocas chamam o campo apenas de "Maracanã" por causa da região que ele se encontra na cidade.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários