Gabigol
Alexandre Vidal/ Flamengo
Gabigol


A Procuradoria do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) abriu um recurso no processo da 5ª Comissão Disciplinar que absolveu e advertiu Gabigol pelas denúncias no jogo entre Flamengo e Bahia . Na ocasião, o atacante foi expulso aos nove minutos do primeiro tempo por xingar o árbitro.

Denunciado duas vezes no artigo 258 II do Código Brasileiro de Justiça Desportiva, que trata de desrespeitar a arbitragem, o camisa 9 foi apenas advertido pelo Tribunal, no julgamento que ocorreu em 5 de fevereiro. 

No recurso, a Procuradoria argumenta que "ser absolvido pela prática de 3 infrações (ofensa ao árbitro, retardar saída do campo e contestar decisões da arbitragem) é inacreditável". A segunda denúncia, pela qual Gabi foi advertido, foi em função das ofensas ao árbitro no túnel de acesso ao vestiário.

Você viu?

No documento endereçado ao presidente do Pleno do STJD , ainda é destacado que Gabigol é um jogador de Seleção Brasileira , e que "esse não é comportamento de um jogador de grande clube do Brasil e da Seleção. Ser absolvido é desencorajador."

Por fim, a Procuradoria pede a reforma da decisão proferida pela 5ª Comissão Disciplinar. De acordo com o artigo 184, que determina a aplicação cumulativa das penas no caso de duas infrações, a pena do atacante rubro-negro poderia chegar a 12 jogos de suspensão.



    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários