Gabigol marcou gol da vitória do Flamengo em cima do Corinthians
Reprodução / Flamengo
Gabigol marcou gol da vitória do Flamengo em cima do Corinthians

As polêmicas vitórias de Internacional e Flamengo no último domingo seguem repercutindo. Após o Vasco entrar com pedido na CBF questionando o primeiro gol do Colorado, o Corinthians solicitou à entidade máxima do futebol brasileiro a imagem do VAR no lance do gol da vitória do Rubro-Negro marcado por Gabigol.

"Diante do que vimos ontem no Maracanã, voltamos a protestar à CBF, pedindo de novo os áudios e imagens do VAR para verificar a linha traçada no segundo gol do Flamengo e os amarelos dados sem critério. É o que sempre fazemos, quando o clube se sente prejudicado. Entramos em semana decisiva na briga da tabela, contra Santos e Vasco, e já vemos enorme pressão sobre os árbitros. Tudo o que queremos é a explicação dos critérios utilizados nessas decisões e um pedido por mais seriedade na própria escolha", escreveu o presidente do Corinthians, Duílio Monteiro Alves, no Twitter.

O artilheiro do Flamengo balançou as redes após chute de Bruno Henrique, que parou em defesa de Cássio. Na sequência do lance, Everton Ribeiro pegou o rebote e passou para Gabigol marcar. O lance levou quatro minutos para ser avaliado pela tecnologia.

Em manifestação oficial em suas redes sociais, o presidente do Corinthians Duílio Monteiro Alves prometeu ir pessoalmente à entidade formalizar seu descontentamento e exige a escalação de "árbitros gabaritados" para a reta final do Brasileiro.

"Só não fui pessoalmente à CBF porque a entidade está em recesso, mas já enviei o ofício. Estarei lá ainda nesta semana. Deixo claro: o Corinthians JAMAIS aceitou e NUNCA vai aceitar passivamente esses erros. Queremos gente gabaritada nos jogos finais e exigimos critério igual a TODOS", publicou.

Além do gol da vitória do Flamengo, o clube paulista também reclama dos critérios adotados pelo árbitro Rafael Traci, que distribuiu cinco cartões amarelos para jogadores do Corinthians, inclusive para Ramiro, que estava no banco de reservas e reclamou de uma marcação. Gil, Fábio Santos, Roni e Fagner, que estava pendurado, foram advertidos.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários