Carlos Augusto
Instagram
Carlos Augusto

Foram nove de seus 22 anos dentro do Corinthians , onde disputou 41 jogos e marcou um gol no time profissional. Apesar do pouco tempo no time de cima, o lateral Carlos Augusto deixou seu nome marcado na história do alvinegro, já que participou ativamente do título Paulista de 2019, conquistado diante do rival São Paulo .

Ainda dando seus primeiros passos no futebol, hoje o jogador busca se firmar no Monza, time hoje na segunda divisão da Itália. Em entrevista exclusiva ao IG Esportes, o lateral falou sobre o seu começo no novo país.

"Como estou jogando, consegui me adaptar muito rápido, tanto dentro como fora de campo. No primeiro mês meu pai e meus representantes vieram comigo, depois voltaram ao Brasil. Agora estou sozinho e com essa situação do Covid-19 não dá para entrar brasileiro aqui. Mas, o planejamento é minha irmã vir, em breve, morar comigo", diz o jovem, que, apesar de apontar diferenças em relação ao trabalho físico, alega que "o futebol brasileiro não está tão atrás como dizem" em relação ao europeu. 

Até então em um crescente no Corinthians, muitos torcedores foram pegos de surpresa com a venda tão rápida e também a disposição do atleta em deixar o gigante alvinegro para disputar uma divisão inferior. Porém, o lateral acredita que a saída foi acertada.

"Claro que futebol são oportunidades. Estava tendo uma boa sequência no Corinthians, mas veio a proposta do Monza, eu analisei bastante com a minha família e os meus representantes e vimos que era uma boa oportunidade pra mim, pelo projeto deles. Acredito que foi o momento certo (de sair)", diz ele.

Você viu?

Vale lembrar que o Monza é comandado pelo antigo dono do Milan, o bilionário Silvio Berlusconi, e tem entre os seus parceiros Adriano Galliani, atualmente ocupando o cargo de CEO. Os dois foram parceiros por muitos anos no clube milanês. Diante desse peso, a expectativa é que, em breve, o clube já esteja disputando a Champions League.

"O projeto deles é ambicioso, o time é comandado por pessoas que tem história no futebol da Itália. Sei que fiz a escolha certa", comenta Carlos, que já traça os próximos passos. "Penso no momento em ajudar a equipe a subir para a Série A, que é o principal objetivo nesse ano. Pro futuro planejo jogar pela seleção e também uma Champions league".

É da seleção, aliás, que vem a principal inspiração do ex-Corinthians no futebol. "Um lateral diferente demais é o Marcelo. Ele é extraordinário. Sempre o assisti  para ver o que ele fazia diferente. Ele é minha inspiração e espero seguir os seus passos e ter uma grande carreira", diz.

Apesar de estar em um novo momento da vida, o jogador faz questão de não esquecer o clube que o projetou para o futebol e, mesmo de longe, segue próximo do Corinthians. "Deixei muitos amigos e, como fiquei metade da vida lá, acabei me tornando um torcedor também. Vi que o time teve uma grande melhora nos últimos tempos (com Mancini) e espero que os jogadores consigam uma vaga na Libertadores", torce o lateral.

Vale lembrar que Carlos assinou contrato de quatro temporadas na Itália e o Timão recebeu 4 milhões de euros (R$ 25,7 milhões) à vista por 100% do passe. O Corinthians ainda pode ganhar 60% de um possível lucro italiano em uma venda futura. Em outras palavras, caso o Monza faça uma venda por 5 milhões de euros, o Corinthians ficará com 60% do lucro de 1 milhão de euros, que daria 600 mil euros. 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários