Técnico Hernán Crespo
Divulgação
Técnico Hernán Crespo

Depois de liderar a corrida pelo título brasileiro, o São Paulo mantém a fé na remota chance de conquistar o hepta, calculado em 2%, mas já mira a temporada de 2021. Nesta quarta-feira, o clube avançou na negociação com Hernán Crespo para o lugar de Fernando Diniz, demitido após a derrota por 2 a 1 para o Atlético-GO, em Goiânia. De acordo com o 'GE', as partes têm um acordo verbal e detalhes burocráticos para a assinatura do contrato com duração de dois anos ainda impedem o anúncio oficial.


Focado na contratação de um técnico estrangeiro para iniciar uma ampla reformulação no Morumbi, a nova diretoria avaliou o nome de treinadores europeus, com destaque para o português Pedro Martins, do Olympiacos, da Grêcia, e Miguel Ángel Ramírez, do Independiente del Valle, do Equador. Para avançar nas tratativas com Crespo, ex-atacante da seleção Argentina e que dirigiu o Defensa y Justicia, em seu país, como último clube, o Tricolor Paulista teve que vencer a concorrência da Federação de Futebol do Chile, que negociava com o treinador para comandar a 'La Roja'.

Detalhes como o tempo de duração do contrato ainda são discutidos entre as partes. A expectativa do São Paulo é de fechar um compromisso com duração de dois anos. Crespo levará cinco profissionais para compor sua comissão técnica: o auxiliar Juan Branda, o preparador de goleiros Gustavo Nepote, os preparadores físicos Alejandro Kohan e Gustavo Satto, além do analista de desempenho Tobías Kohan.

O Santos, que busca opções para o lugar de Cuca, chegou a abrir negociação com Crespo, mas se assustou com a pedida de R$ 1 milhão de salário. Com o risco de deixar o G-4 do Brasileiro, em caso de novo tropeço, o São Paulo terá o interino Marcos Vizolli à beira do gramado do Morumbi no confronto com o Ceará, nesta quarta-feira, às 21h.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários