Priscilla Coelho e Ronaldinho Gaúcho
Reprodução
Priscilla Coelho e Ronaldinho Gaúcho

Passados mais de três meses da decisão judicial que determinou o pagamento de uma pensão mensal de cerca de R$ 100 mil para a ex-noiva Priscilla Coelho, Ronaldinho Gaúcho ainda não cumpriu a determinação. Tudo por que o ex-jogador não consegue ser encontrado pelos Oficias de Justiça que já o procuraram em sua casa, no Rio de Janeiro. Com isso, os próximos passos serão citá-lo com hora marcada e, por fim, através de edital.


O curioso é que desde o deferimento do juiz do processo, que ainda pede o reconhecimento de união estácel entre Priscilla Coelho e Ronaldinho e a divisão de parte dos bens do craque, ele esteve a maior parte do tempo em seu haras, em Porto Alegre.

Você viu?

Ronaldinho continua por lá. “Tem festa todo dia. Mesmo quando anunciou que a mãe tava com coronavírus, não deixou de ter resenha, regada a bebida. Os amigos dele do Rio vão pra lá toda hora.e ele paga tudo”, diz uma fonte, que frequenta o local.

Procurada pelo Extra, Priscila confirma que nada andou no processo. “Infelizmente, não conseguem intimá-lo e a Justiça é lenta. Meu advogado está vendo o que fazer. Ainda não recebi nada. E pelo que gasta, isso é muito pouco para ele”, observa.

Ronaldinho Gaúcho e Priscilla Coelho ficaram juntos durante seis anos, e viveram uma relação de trisal com Beatriz Souza. O ex-jogador chegou a dar uma aliança a cada uma. Beatriz permanece com ele.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários