O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ) denunciou o ex-presidente do FlamengoEduardo Bandeira de Mello,  e outras dez pessoas  pelo incêndio no Ninho do Urubu.

Se aceita a alegação, todos serão enquadrados pelo crime de incêndio culposo (sem intenção) resultando em morte e lesão corporal grave, no caso dos três jovens que sobreviveram. A tragédia, que vitimou dez atletas das categorias de base do rubro-negro, está perto de completar dois anos.

O GLOBO teve acesso a íntegra da ação criminal, que conta com 60 páginas e corre na 36ª Vara Criminal do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro. As penas previstas estão nos artigos 250 e 258 do Código Penal, de 1 ano e 4 meses a 4 anos de detenção, com aumento de pena de um sexto até a metade, em razão do concurso formal.

Você viu?

Com a denuncia feita, o juiz Marcel Laguna Duque Estrada, titular da vara, irá analisar a denúncia para decidir quem virará réu ou não.

Os denunciados pelo MPRJ:

  • Eduardo Bandeira de Mello, presidente do Flamengo entre 2013-2015 e entre 2016-2018
  • Antonio Marcio Mongelli Garotti
  • Carlos Renato Mamede Noval
  • Claudia Pereira Rodrigues
  • Danilo da Silva Duarte
  • Edson Colman da Silva
  • Fabio Hilario da Silva
  • Luiz Felipe de Almeida Pondé
  • Marcelo Maia de Sá
  • Marcus Vinícius Medeiros
  • Weslley Gimenes.

Mais informações em instantes...

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários