Agência Brasil

Morumbi
Gabriel Santos
Morumbi

O São Paulo informou nesta sexta-feira (8) que disponibilizou o estádio do Morumbi, entre outras estruturas, para a funcionar como ponto de vacinação para o novo coronavírus (covid-19). Mais cedo, o Corinthians também ofereceu o seu estádio para a campanha .

A iniciativa do tricolor foi formalizada pelo presidente do Tricolor, Julio Casares, por meio de um documento enviado ao Governo de seu estado.

“Assumindo nossa responsabilidade social neste importante e crítico momento vivido por toda a população, manifestamos nosso posicionamento em disponibilizar toda a infraestrutura do São Paulo Futebol Clube para aquilo que for necessário, inclusive o estádio Cícero Pompeu de Toledo, para local de vacinação”, afirma o presidente Julio Casares.

Você viu?

Em março deste ano, a equipe de Morumbi já havia disponibilizado suas estruturas para serem usadas no combate ao novo coronavírus.

Nesta sexta-feira (8), o Instituto Butantã encaminhou à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) um pedido de uso emergencial da Coronavac , antídoto produzido entre o órgão paulista e o laboratório farmacêutico chinês, Sinovac Biotech, e que apresentou 78% de eficácia em casos leves contra a doença.

Diante da progressão do processo, o presidente corintiano, Duílio Monteiro Alves , comunicou a cessão do estádio do clube através da suas redes sociais, a fim de agilizar a imunização dos paulistanos residentes na Zona Leste da cidade. O próprio perfil da Neo Química Arena em suas redes sociais publicou um vídeo de Duílio confirmando a informação.

A primeira fase de vacinação da Coronava está prevista para o dia 25 de janeiro no Estado de São Paulo. Profissionais da área da saúde, idosos acima de 60 anos, indígenas e quilombolas terão prioridade na aplicação inicial.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários