Robson
Reprodução
Robson

Um dia depois de o ex-motorista do jogador Fernando , Robson Nascimento de Oliveira, de 48 anos, ser  condenado pela Justiça da Rússia a três anos de prisão por contrabando e tentativa de tráfico de drogas  - diminuindo a pena anterior que era de 12 anos -, o presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quinta-feira que o governo brasileiro vai buscar a sua liberdade.

Segundo Bolsonaro, o próximo passo é obter uma deportação de Robson ou uma anistia por parte do presidente russo, Vladimir Putin . As declarações foram feitas em transmissão ao vivo pela internet.

Ao citar o "caso Robson", Bolsonaro lembrou que ele está preso já há um ano e nove meses na Rússia, depois de desembarcar no aeroporto com uma mala lacrada que continha medicamento controlado autorizado no mas que é tido como droga na Rússia. Ele levava duas caixas do remédio Mytedom 10mg, que contém a substância cloridrato de metadona, considerada ilícita no país.

O medicamento foi comprado pela família do volante Fernando, que jogava em Moscou na época e atualmente está no Beijing Guoan, da China. Robson recebeu as malas, que continham o remédio, fechadas já no aeroporto no dia da partida para Rússia e não sabia do conteúdo.

— Nós já mantivemos contato, via Itamaraty, lá com as autoridades da Rússia e eles nos informaram na época que tinha que esperar o julgamento para que nós viéssemos a dar o outro passo. Qual outro passo o governo federal pode e vai dar?, porque é um colega nosso, um brasileiro que está preso por algo que se fosse no Brasil ou em vários outros países do mundo, isso não teria acontecido. Então nós estamos buscando a liberdade dele. O próximo passo seria uma deportação dele ou até mesmo uma anistia por parte do presidente da Rússia. Nós vamos tentar isso aí — declarou Bolsonaro na sua live.

O presidente ainda disse que o brasileiro foi condenado "inju...", mas interrompeu a palavra no meio e a substituiu por "infelizmente".

— A gente torcia pela sua absolvição, mas foi condenado. E está correndo o prazo de recurso, que são dez dias. Então logicamente o advogado dele ou o Itamaraty nosso --eu dei minha opinião, porque eu não sou advogado, para o ministro Ernesto Araújo (das Relações Exteriores) a opinião que eu dei pra ele não vou relatar aqui porque não é o caso, né? Então eu dei minha opinião, e o Ernesto vai decidir então no tocante ao recurso. Se bem que isso passa, obviamente, pelos advogados ou o advogado do Robson.

Bolsonaro concluiu dizendo que torce pelo melhor e que vai ser difícil o motorista passar o Natal em casa, mas não impossível. E isentou o jogador Fernando de culpa:

— A gente vai buscar aí o mais rápido possível resolver esse assunto do Robson, nosso irmão que está preso na Rússia. Deixo também claro que o Fernandinho, que era o patrão dele, fez o que foi possível na época, mas infelizmente não conseguiu evitar a prisão dele, e ele está tão sentido quanto cada um de nós.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários