Ceará
Instagram
Ceará

Em jogo com arbitragem polêmica, o São Paulo empatou com o Ceará por 1 a 1 no jogo atrasado da 16ª rodada do Campeonato Brasileiro, na Arena Castelão, em Fortaleza e perdeu a chance de assumir a liderança.

Com o resultado, o Tricolor fica na terceira posição com 38 pontos, um a menos que Flamengo e Atlético-MG. Diego Costa marcou o gol são-paulino de cabeça, ainda na primeira etapa. Léo Chú empatou no início do segundo tempo. 

Vale lembrar que o São Paulo estava sem o atacante artilheiro Brenner, suspenso, e o zagueiro Bruno Alves, poupado por precaução da Covid-19.

Agora, o Tricolor pensa no próximo sábado (28), quando enfrenta o Bahia , às 17h, em Salvador. Já o Ceará enfrenta o Vasco, na próxima segunda-feira (30), às 18h, no Rio de Janeiro.

​O jogo começou com o São Paulo buscando imprimir o seu estilo de jogo e abrir o placar logo no começo. Aos quatro minutos, Gabriel Sara arriscou de fora da área e a bola passou perto do gol do Ceará. Logo depois, aos sete, Juanfran bateu cruzado para fora. 

De tanto insistir, o Tricolor abriu o placar logo aos dez minutos. Reinaldo bateu escanteio na cabeça do zagueiro Diego Costa, que subiu sozinho e testou firme para estufar a rede cearense. Os comandados de Fernando Diniz continuaram em cima e quase ampliaram com Luan e Luciano, que pararam no goleiro Richard, destaque do Ceará na primeira etapa.

Após um começo muito bom, o São Paulo foi diminuindo o ritmo e dando espaços ao ataque do Ceará, que apostava nos cruzamentos para o centroavante grandalhão Cléber. Aos 33 minutos, após batida de escanteio, Vina bateu de primeira e Volpi encaixou.

A pressão cearense não parou por aí e um minuto depois, Volpi foi obrigado a salvar o Tricolor duas vezes no mesmo lance com boas defesas. Ainda deu tempo do Ceará assustar em bate-rebate no escanteio, mas a defesa são-paulina afastou. Antes do intervalo, Reinaldo e Gabriel Sara tentaram ampliar para o São Paulo, mas sem sucesso. 

​Os times voltaram do intervalo em ritmos diferentes: o Ceará apertando, enquanto o São Paulo tentava tocar mais a bola. Porém, em uma dessas saídas da defesa, Pablo saiu jogando errado e Léo Chú aproveitou a ajeitada de Lima para empatar logo no primeiro minuto da segunda etapa.

Você viu?

Com o empate o Vozão se animou e quase virou aos quatro minutos. Luiz Otávio chutou, Volpi defendeu. A bola ainda sobrou para Luiz Otávio para mais uma defesa do goleiro são-paulino. O Tricolor teve uma chance com Luan, mas o volante chutou por cima do gol.o

​O jogo estava disputado até que aos doze minutos, aconteceu um lance polêmico. Após um chute de fora da área desviar na zaga cearense, Pablo, em posição de impedimento, aproveitou e marcou.

O juiz Wagner do Nascimento Magalhaes marcou impedimento, mas após verificação do VAR, confirmou o gol. Porém, antes da saída de bola, ele foi chamado novamente e anulou o tento são-paulino.

Após o gol anulado, o São Paulo se animou e partiu para cima do Ceará. Aos 23 minutos, Gabriel Sara bateu falta buscando o ângulo de Richard, mas ela bateu na rede pelo lado de fora. Cinco minutos depois, Luciano subiu na área, mas cabeceou por cima do gol. 

Buscando uma maior movimentação ofensiva, Diniz trocou Pablo por Vitor Bueno e o camisa doze quase marcou aos 38 minutos. Após receber cruzamento de Juanfran, o meia bateu com força para grande defesa de Richard. Nos minutos finais, o Tricolor tentou uma pressão para cima do adversário, mas sem sucesso.

FICHA TÉCNICA
CEARÁ 1 X 1 SÃO PAULO
Local: Arena Castelão, Fortaleza (CE)
Data e Horário: 25 de novembro de 2020, às 19h15 (de Brasília)
Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhaes (Rj)
Assistentes: Silbert Faria Sisquim e Thiago Rosa de Oliveira (RJ)
VAR: Carlos Eduardo Nunes Braga (RJ)
Gols: Diego Costa (10'1ºT) (0x1), Léo Chú (01'2ºT) (1x1)
Cartões Amarelos: Vina, Léo Chú, Samuel Xavier e Fernando Sobral (Ceará), Luan e Diego Costa (São Paulo)
Cartões Vermelhos: -

CEARÁ: Richard; Samuel Xavier, Tiago Pagnussat, Luiz Otávio, Bruno Pacheco (Alyson, aos 39'2ºT); Fabinho, Fernando Sobral; Vina, Lima (Leandro Carvalho, aos 38'2ºT), Léo Chú (Charles, aos 39'2ºT) e Cléber (Victor Jacaré, aos 26'2ºT). Técnico: Guto Ferreira.

SÃO PAULO: Tiago Volpi, Juanfran, Diego Costa, Léo e Reinaldo; Luan (Tchê Tchê, aos 39'2ºT), Daniel Alves, Gabriel Sara (Galeano, aos 44'2ºT) e Igor Gomes; Luciano e Pablo (Vitor Bueno, aos 36'2ºT). Técnico: Fernando Diniz.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários