Agência Brasil

Santos
Ivan Storti/Santos
Santos

Na tarde de sábado (14), o Internacional, que abriu a 21ª rodada na liderança do Campeonato Brasileiro com 36 pontos, foi à Vila Belmiro para enfrentar um Santos cheio de desfalques. Durante a semana, o Peixe havia sido acometido por um surto de covid-19 que afastou 10 atletas da equipe. Mesmo assim, o Santos foi melhor durante praticamente todo o jogo e venceu por 2 a 0.

O primeiro tempo foi marcado pelas pouquíssimas chances de gol. Mesmo assim, a melhor chance foi do Santos. Depois de armar mal a barreira, o goleiro Marcelo Lomba teve que salvar o Inter em boa cobrança de falta de Marinho aos 39 minutos.

Quando parecia que o Inter conseguiria se impor, depois de passar pelo seu melhor momento no jogo, quando teve três belas chances de gol nos 10 primeiros minutos do segundo tempo, a equipe simplesmente desabou.

A tragédia colorada começou com uma falta cometida pelo lateral-direito Rodinei. Aos 13, Ivonei cobrou a falta num cruzamento fraco na área. Só que nem a zaga nem o goleiro Marcelo Lomba cortaram e a bola morreu na rede colorada. Aos 22 veio o golpe de misericórdia. Rodinei recuou errado. Marinho dividiu a jogada e saiu em velocidade. O goleiro Lomba ainda salvou o chute do jogador santista. A bola sobrou para Arthur Gomes. Ele bateu, Lomba defendeu e, no rebote, Kaio Jorge definiu o placar.

Com os três pontos, o Peixe alcança os 34 e entra provisoriamente no G4 (zona de classificação à Libertadores). Já o Inter, que chegou à rodada com líder, pode cair até quatro posições.

O Colorado volta a jogar na quarta-feira (18) contra o América (MG) pelo jogo de volta da Copa do Brasil. Para se classificar à semifinal, precisa vencer por dois gols de diferença. Qualquer vitória simples do Inter leva a decisão aos pênaltis. Pelo Brasileiro, o Inter pega o Fluminense no domingo (22) no Beira-Rio. O Santos vai até Curitiba para pegar o Athletico Paranaense no sábado (21).

    Leia tudo sobre: Futebol

    Veja Também

      Mostrar mais