Corinthians
Rodrigo Coca/Agência Corinthians
Corinthians

O Atlético-MG bateu o Corinthians por 2 a 1 de virada, na Neo Química Arena, em São Paulo. Matheus Davó abriu o placar para os corintianos, que viram o lateral Guilherme Arana e Marrony virarem o placar na segunda etapa. Com o resultado, o Galo assumiu a liderança da competição com 36 pontos.

Vale lembrar que Corinthians estava sem doze jogadores: Mateus Vital e Jô, Fábio Santos, Otero, Xavier, Cazares, Jemerson, Gustavo Mantuan, Danilo Avelar, Ruan Oliveira, Léo Santos e de última hora, Gustavo Silva. Já o Atlético-MG tinha seis desfalques para o jogo: Junior Alonso, Alan Franco, Savarino, Mariano, Savinho e Diego Tardelli

Agora, o Timão se prepara para enfrentar o Grêmio domingo (22), às 20h30, novamente na Neo Química Arena. Já o Atlético-MG enfrentará o Athletico-PR, na quarta-feira (18), às 19h, em casa.

O jogo começou bastante movimentado com o Galo tomando as ações ofensivas. Logo aos quatro minutos, Vargas, que fez sua estreia nesta noite, ganhou na corrida de Gil, mas foi seguro pelo zagueiro dentro da área. Porém, o juiz não marcou pênalti. 

Logo na sequência, aos cinco minutos, o Timão chegou ao gol. Luan recebeu na meia esquerda, girou e cruzou na medida para Ramiro, que chegou na segunda trave e tocou para Davó, de primeira, mandar para as redes e abrir o placar. O Corinthians quase aumentou novamente com o jovem atacante, mas ele não alcançou a bola.

Após o gol sofrido, a equipe de Jorge Sampaoli foi mais para o ataque, mas não conseguia encaixar o último passe e ficava presa na marcação forte do Corinthians. Aos 21 minutos, Zaracho tentou de fora da área, mas a bola foi por cima do gol de Cássio. 

Logo depois, aos 26 minutos, Keno tentou encobrir o goleiro corintiano do meio de campo, mas a bola passou ao lado da meta. Ainda deu tempo de mais uma chegada das duas equipes, Com 43 minutos, Jair chutou da entrada da área a levou perigo ao gol corintiano. Já aos 47, Davó saiu na cara de Éverson e tentou o drible, mas o goleiro do Galo afastou com as pernas.

Os times voltaram do intervalo no mesmo ritmo do final do primeiro tempo: o Galo apertando, enquanto o Corinthians tentava segurar a vantagem obtida na primeira etapa. Aos três minutos, Zaracho bateu falta, mas Marllon tirou após bate-rebate na área. 

De tanto pressionar, o Atlético-MG chegou ao empate na famosa lei do ex, aos 15 minutos. Eduardo Vargas recebeu na esquerda, limpou para o meio, e passou de calcanhar para Guilherme Arana, que dominou e bateu forte, cruzado, estufando a rede do gol corintiano. 

Com o empate, o Atlético-MG se lançou ainda mais ao ataque, enquanto o Corinthians tinha dificuldades para conseguir sair com a bola dominada. Aos 27 minutos, Vargas bateu, mas a bola desviou em Marllon e saiu para escanteio. Na sequência, Arana cobrou escanteio, e após o bate-rebate na área, Nathan finalizou, mas Cássio salvou sobre a linha com o pé.

O volume de jogo do Galo se mostrava cada vez mais presente e deu resultado aos 37 minutos. Keno recebu na direita, limpou Cafú e cruzou na medida para Marrony, que bateu de primeira no ângulo, sem chances de defesa para Cássio.  Fim de jogo e novo líder no Brasileirão.

FICHA TÉCNICA
CORINTHIANS X ATLÉTICO-MG
Local: Neo Química Arena, em São Paulo (SP)
Data/Horário: 14/11/2020, às 19h
Árbitro: Rodrigo D'Alonso Ferreira (SC)
Assistentes: Alex dos Santos (SC) e Henrique Neu Ribeiro (SC)
VAR: Pathrice Wallace Corrêa Maia (RJ)
Gols: Matheus Davó (1-0) (05'1ºT); Guilherme Arana (1-1) (15'2ºT); Marrony (1-2) (37'2ºT)
Cartões amarelos: Roni e Davó (Corinthians); Jair, Keno e Réver (Atlético-MG)
Cartões vermelhos:

CORINTHIANS
Cássio; Fagner, Marllon, Gil e Lucas Piton; Gabriel (Cantillo, aos 40'2ºT), Roni (Éderson, aos 31'2ºT); Ramiro (Araos, aos 40'2ºT), Luan e Everaldo (Léo Natel, aos 20'2ºT); Matheus Davó (Jonathan Cafú, aos 31'2ºT). Técnico: Vagner Mancini.

ATLÉTICO-MG
Everson; Guga, Réver, Igor Rabelo e Guilherme Arana; Allan, Nathan e Zaracho (Nathan, aos 23'2ºT) ; Eduardo Vargas (Bueno, aos 43'2ºT), Sasha (Marrony, aos 23'2ºT) e Keno (Hyoran, aos 46'2ºT). Técnico: Jorge Sampaoli.

    Veja Também

      Mostrar mais