Lance

Elenco treina
Rodrigo Coca/Ag. Corinthians
Elenco treina


No início desta semana, o Corinthians completou três meses de atraso salarial para o elenco. Como a expectativa era de quitar essa dívida até a última segunda-feira, os dirigentes deram um outro prazo para isso: até sexta-feira. A informação foi publicada inicialmente pelo sit GE e confirmada pelo LANCE! .

O atraso atual é referente aos meses de agosto, outubro e novembro, mas não é a primeira vez que isso acontece neste ano, pelo contrário, a falta de pagamento se tornou algo corriqueiro por conta da pandemia de coronavírus, que teve um impacto bem forte nas já combalidas finanças corintianas.

Apesar de o período de três meses de atraso já permitir que os atletas busquem uma rescisão de contrato unilateral. No entanto, isso ainda não aconteceu. Tanto diretoria quanto elenco mantém uma relação de confiança e entendimento em relação aos problemas financeiros e de atraso salarial. A transparência sobre o momento difícil é um trunfo dos dirigentes no processo.

Na última semana, em entrevista ao GE, Andrés Sanchez prometeu que até esta semana os débitos seriam quitados pelo Timão. Isso se deve ao fato de o clube estar esperando a liberação do dinheiro da venda de Pedrinho ao Benfica, que foi adiantado de forma integral junto a um banco europeu. Acontece que os R$ 120 milhões ainda não chegaram aos cofres alvinegros, o que tem atrapalhado o fluxo de caixa e adiado constantemente o pagamento dos salários.

A expectativa é de que essa bolada chegue até esta sexta-feira. Assim que o dinheiro estiver no caixa, o clube irá programar o pagamento dos três vencimentos atrasados dos atletas de forma integral, montante que significa algo em torno de R$ 30 milhões, incluindo direitos de imagem.

    Veja Também

      Mostrar mais