Lance

santos x inter
Divulgação / Internacional
Santos pede adiamento para duelo contra o Inter, mas enxerga a possibilidade remota


Após dez jogadores, além de membros da comissão técnica e Departamento de Futebol do Santos, incluindo o técnico Cuca, terem sido diagnosticado com o novo coronavírus  no último domingo, a diretoria santista entrou com um pedido de adiamento do jogo contra o Internacional, neste sábado (14), às 16h30, na Vila Belmiro, pela 21ª rodada do Campeonato Brasileiro, mas vê a possibilidade como remota.

- Pedimos adiamento do jogo contra o Internacional e não obtivemos resposta, mas todos os presidentes de clubes assinaram um numero mínimo para entrar em campo. Tivemos um caso recente no jogo Flamengo e Palmeiras, então acredito que as chances de adiamento do jogo são pequenas - disse o superintendente de esportes, Felipe Ximenes, em entrevista coletiva virtual concedida nesta quarta-feira (11). 

No início do Campeonato Brasileiro, a CBF definiu um número mínimo de 13 jogadores à disposição para poder ser realizada uma partida. Além dos atletas que compõem o elenco principal, jogadores do sub-23, sub-20 e sub-17 poderão ser recorridos. A comissão técnica, atualmente está sendo comandada pelo preparador físico Omar Feitosa, que liderou o treinamento desta quarta-feira (11), pela manhã, e está em contato com o técnico Cuca e os auxiliares Cuquinha e Eudes Pedro, que estão em isolamento pela infecção ao Covid-19.

Novas baterias de testes de coronavírus serão feitos nesta quinta-feira (12), cumprindo o protocolo pré-jogos exigidos pela CBF, e o Peixe trabalha para disputar a partida, já prevendo a grande possibilidade dela ocorrer normalmente. 

- O Eudes (Pedro) e Omar (Feitosa) estão conversando com o Edinho e o sub-23. Por recomendação da comissão médica, o time precisa fazer os testes. Estamos nos preparamos ao máximo para jogar com o melhor possível e enfrentar o Internacional, porque acreditamos que seja pouco provável - comentou o superintendente.

Apenas uma partida desta edição do Campeonato Brasileiro foi adiada devido a uma quantidade excessiva de atletas contaminados com a Covid-19, o confronto entre Goiás e São Paulo, no estádio da Serrinha, em Goiânia, nos dia 09 de agosto, pela primeira rodada da competição. No entanto, o clube mandante entrou com o pedido de suspensão temporária do jogo no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), que foi despachado minutos antes da bola rolar. Na ocasião, nove jogadores do Esmeraldino, sendo oito titulares, foram diagnosticados com a doença, porém, por conta de um erro do laboratório recomendado pela CBF para a realização das testagens, o resultado foi passado para o time goiano na manhã do confronto.

No dia 27 de setembro, Palmeiras e Flamengo travaram uma disputa jurídica para realização da partida válida pela 12ª rodada do Brasileirão, após o Rubro-Negro ter inúmeros casos em seu elenco e pedir o adiamento da partida, que teve a autorização par a disputa minutos antes do seu início e o Fla entrando em campo com a maioria dos atletas oriundos da base.

Sereias da Vila

Houve também, por parte da diretoria santista, tentativa de adiamento da partida das Sereias da Vila contra o São José, válida pela quinta rodada do Paulistão da categoria, nesta quarta-feira (11), às 15h no estádio Ulrico Mursa, em Santos

- Em relação ao jogo do Campeonato Paulista Feminino, pedimos o adiamento da partida e foi negado hoje pela manhã. Estamos estudando junto ao jurídico e iremos nos posicionar - afirmou Ximenes.

Com a negativa da Federação Paulista de Futebol é possível que o time feminino do Alvinegro Praiano não entre em campo e seja derrotado por WO.

    Veja Também

      Mostrar mais