Maradona, que passou por uma cirurgia cerebral na última terça-feira (03), precisará ficar hospitalizado por mais tempo. Segundo o médico do ídolo argentino , ela sofreu de "confusão" causada por uma "abstinência" sem explicação.

Maradona
Reprodução
Maradona


"Todos conhecemos Diego", disse o médico Leopoldo Luque a jornalistas do lado de fora da clínica onde há três dias Maradona precisou remover um hematoma subdural, um coágulo de sangue no cérebro.


"Na fase pós-operatória houve episódios de confusão que associamos com a abstinência", completou ele, que não informou do que seria a abstinência, mas disse que o argentino havia no passado combatido o vício de bebida e drogas.

"A ideia é tratá-lo para a abstinência", disse Luque. "Acreditamos que isso é o que precisa ser feito, acreditamos que é o melhor para Diego".

Os comentários do médico vieram horas depois de ele dizer a jornalistas que Maradona , técnico de 60 anos do Gimnasia y Esgrima, teria dito aos médicos que se sentia bem e que poderia receber alta.

    Leia tudo sobre: Futebol

    Veja Também

      Mostrar mais