O ídolo do futebol argentino Diego Maradona  está em "excelentes" condições nesta quarta-feira após passar por cirurgia para remoção de um coágulo cerebral, e seu advogado descartou a possibilidade de o ex-jogador ir para Venezuela ou Cuba para se recuperar.

Maradona
Reprodução
Maradona


— O último boletim médico foi excelente. Vamos ficar fortes e vamos superar isso — disse Matias Morla, médico de Maradona .

Maradona já expressou seu apreço pelos dois países e passou vários anos em Cuba, submetendo-se a reabilitação de drogas no início do século.

Mas Morla afirmou que o ex-jogador de Napoli, Barcelona e Boca Juniors completará sua recuperação na Argentina, onde é técnico do time da primeira divisão Gimnasia y Esgrima.

— Diego ama Cuba, ontem eu falei com o filho de Fidel Castro — disse Morla a repórteres ao deixar a clínica onde Maradona foi operado de um hematoma subdural, um coágulo de sangue no cérebro, na segunda-feira.


— A Venezuela, assim como Cuba, são nações amigas de Diego... mas a cabeça de Diego está com o Gimnasia.


Maradona, que venceu a Copa do Mundo com a Argentina em 1986 e é considerado um dos maiores jogadores de todos os tempos, sofreu internações frequentes ao longo dos anos, muitas vezes devido ao seu estilo de vida extravagante.

Dezenas de torcedores do Gimnasia foram ao hospital desde segunda-feira à noite, agitando bandeiras e segurando cartazes com mensagens de apoio enquanto esperavam por notícias.

    Leia tudo sobre: Futebol

    Veja Também

      Mostrar mais