Lance

A manhã deste sábado (3) não foi nada tranquila no São Paulo. Torcedores se reuniram na porta do centro de treinamento, na Barra Funda, e protestaram contra a atual situação do clube . A Torcida Independente, principal organizada do Tricolor, planejou e liderou as manifestações .

Fernando Diniz
Érico Leonan / saopaulofc.net
Fernando Diniz


Por volta de 10h, a polícia estava no local e mobilizou um contingente grande para conter possíveis confrontos. Meia hora depois, o número de torcedores do São Paulo na região foi aumentando. Quando a bateria da Independente chegou, os cânticos e a insatisfação tomaram proporções ainda maiores.


Similar aos protestos recentes, a torcida focou em criticar o presidente Carlos Augusto de Barros e Silva,o Leco, Raí, diretor de futebol, e o técnico Fernando Diniz, que completou um ano no cargo no dia 26 de setembro. Além deles, Daniel Alves e Arboleda também foram citados pelos manifestantes.


Com a derrota para o River Plate na quarta (30), o São Paulo está eliminado do mata-mata da Copa Libertadores. A equipe ainda enfrenta o Binacional, no Morumbi, e precisa de pelo menos um empate para garantir vaga na Copa Sul-Americana. No Brasileirão, o Tricolor está em terceiro lugar e visita o Coritiba nesse domingo (4), fora de casa, em partida válida pela 13ª rodado do torneio. O jogo terá início às 16h.

    Leia tudo sobre: Futebol

    Veja Também

      Mostrar mais