Lance

undefined
Alexandre Guariglia
Goleiros se destacam e Corinthians e Atlético-GO ficam no 0 a 0 no placar


Na noite desta quarta-feira, na Neo Química Arena, Corinthians e Atlético-GO empataram em 0 a 0 pela primeira rodada do Brasileirão-2020, jogo adiado por conta da final do Paulistão. Os mandantes tiveram muita dificuldade no ataque e na defesa e foram dominados pelos visitantes por quase todo o jogo. Os goleiros de ambos os times evitaram que o zero fosse tirado do placar.

O início do primeiro tempo foi de ilusão para o torcedor do Timão, que viu a equipe chegando com perigo logo aos dois minutos em cruzamento de Léo Natel, que foi afastado pela zaga, e aos nove, de novo com Natel, que passou para Luan chutar por cima do gol. Dali em diante, domínio total do Dragão, que parecia jogar como se fosse o mandante da partida no estádio corintiano.

Diante dessa situação, como é costume, foi preciso que Cássio entrasse em ação para garantir o zero no placar. Aos seis minutos, o goleiro se jogou na bola para impedir o que seria o gol de Gustavo Ferrareis. Dez minutos depois, Hyuri recebeu belo passe de Chico, grande nome do primeiro tempo, e bateu para o gol, mas o arqueiro alvinegro estava lá para defender novamente.

Naquele momento já era nítido que o Atlético-GO era muito superior ao Corinthians, que tinha dificuldade tanto para defender quanto para atacar. Pelo lado esquerdo do ataque, os goianos voltaram a levar perigo em contra-ataque que Gustavo Ferrareis deixou Nicolas na cara do gol para marcar, mas o lateral-esquerdo chutou por cima do gol na melhor oportunidade da primeira etapa.

Como único recurso, o Timão tentava lançar bolas para Jô fazer o pivô no ataque, mas o Dragão retomava rapidamente o controle da posse para buscar nova chance de atacar, e havia muito espaço para isso, que não foi aproveitado. Léo Natel ainda arriscou um chute que Jean defendeu para fora, mas a verdade é que o empate no primeiro tempo foi lucro para a equipe da casa.

Na volta do intervalo, Dyego Coelho colocou Ramiro no lugar do amarelado Roni. Nos primeiros dez minutos, o roteiro da etapa inicial foi repetido, com o Atlético-GO dominando as ações e o Corinthians buscando se encontrar. Em uma boa jogada pelo lado esquerdo, aos nove minutos, Otero tabelou com Piton, que cruzou para Jô finalizar, mas Jean defendeu o que seria um gol certo.

Em seguida, aos 12 minutos, Léo Natel tentou um lance individual dentro da área, mas não finalizou. Parecia que o Timão ensaiaria uma mudança no cenário, mas não foi o que aconteceu. Pouco tempo depois o Dragão voltou a assustar em dois lances consecutivos com boa trama ofensiva. A dificuldade dos goianos era conseguir concluir para gol e aproveitar as oportunidades.

Chico, o melhor em campo, teve uma oportunidade clara de marcar a receber passe na área e finalizar cruzado, mas Danilo Avelar, em cima da linha salvou. Em seguida, Cazares, Camacho e Boselli entraram. O argentino tentou uma bicicleta e quase fez, mas estava impedido. Pouco depois, em um lance de puro recurso, tentou encobrir o goleiro Jean e a bola passou perto do gol.

Embora timidamente, o Corinthians melhorou na partida, mas durante essa melhora o Atlético-GO assustou com uma falta perigosa de Nicolas, que acertou o travessão. Como resposta, Cazares e Léo Natel puxaram um contra-ataque corintiano e deixaram a bola com Boselli, que entregou de primeira para Otero, que finalizou, porém esbarrou em Jean, que defendeu de novo.

Perto da reta final do jogo, Gustavo Mantuan, que substituiu Otero, fez bom lance pelo lado direito e tentou finalizar, mas a bola passou longe do gol do Atlético-GO. Nicolas, novamente de falta, assustou Cássio outra vez com uma batida que pegou na rede pelo lado de fora. Se o Corinthians melhorou com as alterações, o Dragão perdeu qualidade técnica e diminuiu o ritmo. Dudu ainda tentou cruzamento que passou na frente do gol e ninguém completou.

Com atuações inspiradas dos goleiros e pouco felizes dos atacantes, o empate em 0 a 0 permaneceu no placar até o apito final. O resultado deixa o Timão com 13 pontos na 14ª posição na tabela e agora enfrenta o Red Bull Bragantino, no próximo sábado, como visitante. Já o Atlético-GO fica no 13º lugar, com 14 pontos, e pegará o Fortaleza, no próximo domingo, fora de casa.

FICHA TÉCNICA
CORINTHIANS 0 X 0 ATLÉTICO-GO
Local:
Neo Química Arena, São Paulo (SP)
Data-Hora: 30/9/2020 - 21h30
Árbitro: Paulo Roberto Alves Junior (PR)
Assistentes: Victor Hugo Imazu dos Santos (PR) e Rafael Trombeta (PR)
VAR: Igor Junio Benevenuto de Oliveira (MG)
Público/renda: Portões Fechados
Cartões amarelos: Michel Macedo e Roni (COR)
Cartões vermelhos: -
Gols: -

CORINTHIANS: Cássio; Michel Macedo, Gil, Danilo Avelar e Lucas Piton; Roni (Ramiro, no intervalo) e Cantillo (Camacho, aos 26'/2ºT); Léo Natel, Luan (Cazares, aos 26'/2ºT) e Otero (Gustavo Mantuan, aos 38'/2ºT); Jô (Boselli, aos 26'/2ºT). Técnico: Dyego Coelho.

ATLÉTICO-GO: Jean; Dudu, Éder, Gilvan (Oliveira, aos 12'/2ºT) e Nicolas; Edson, Marlon Freitas, Chico (Everton Felipe, aos 38'/2ºT) e Matheuzinho (Matheus Vargas, aos 22'/2ºT); Gustavo Ferrareis (Natanael, aos 38'/2ºT) e Hyuri (Zé Roberto, aos 22'/2ºT). Técnico: Vagner Mancini.

    Veja Também

      Mostrar mais