undefined
O Dia
Teve jogo! Cheio de garotos, Flamengo tem boa atuação e consegue empate com o Palmeiras

O futebol, que ficou tão relegado ao segundo plano quanto a preocupação com a saúde antes de a bola rolar, no fim acabou proporcionando uma boa diversão para quem viu o duelo no Allianz Parque.

Depois de tantas brigas entre dirigentes nos bastidores e nos tribunais, um Flamengo todo remendado em função do surto de covid-19 se superou e teve grande atuação, arrancando empate em 1 a 1 - Patrick de Paulo e Pedro marcaram - contra um Palmeiras muito pobre de ideias. 

Em mais um dia triste para o futebol brasileiro, a indefinição sobre a realização do jogo existiu até 10 minutos antes do seu início. Foi quando o Tribunal Superior do Trabalho (TST) aceitou o pedido da CBF e derrubou a liminar do Tribunal Regional do Trabalho (TRT-RJ).

Para completar o show de horrores, a delegação do Flamengo chegou ao Allianz Parque às 15h30, ou seja, apenas meia hora antes do início da partida. Inicialmente, os jogadores não iriam sair do hotel, mas a diretoria mudou de ideia com a crescente possibilidade de a liminar ser derrubada, para não perder por W.O.

Com 22 minutos de atraso, o jogo teve início com um Flamengo com 22 desfalques - 19 por covid, além do técnico Domènec Torrent - e basicamente formado por jogadores da base e apenas Gerson, Thiago Maia e Arrascaeta, além de Pedro, do grupo principal. Apesar da média de apenas 21 anos, o Rubro-Negro jogou com personalidade e não se abalou com o adversário.

Pelo contrário, conseguiu equilibrar e até mesmo ser melhor em alguns momentos. No primeiro tempo, o Flamengo chegou mais vezes com perigo e só não abriu o placar porque Weverton fez boas defesas em chutes de Pedro e de Arrascaeta. Com a obrigação de vencer bem, o Palmeiras não tinha velocidade ou criatividade. Tanto que o único susto dado foi em chute de Zé Rafael, bem defendido por Hugo Souza.

Após o intervalo, o jogo ficou mais aberto e divertido, com os dois times indo ao ataque. O Palmeiras conseguiu abrir o placar aos 9, em chute de longe Patrick de Paulo, que desviou em Thiago Maia e entrou. Mas o Flamengo não se abalou e empatou no minuto seguinte com Pedro, após ótimo cruzamento de Arrascaeta, o maestro do time.

Os paulistas quase marcaram o segundo com Luiz Adriano — Hugo Souza fez defesa espetacular —, assim como o Rubro-Negro teve chances com Arrascaeta e Lincoln. No fim, e depois de tudo o que aconteceu, o Flamengo celebrou o empate, assim como o Palmeiras teve gosto de derrota. E todos que amam o futebol lamentaram mais um dia triste fora de campo.

    Veja Também

      Mostrar mais