Neo Química Arena
Reprodução
Neo Química Arena

Em entrevista coletiva realizada nesta quarta-feira (23), o governador de São Paulo, João Doria , afirmou que as torcidas continuarão impedidas de comparecerem aos estádios de futebol.

De acordo com José Medina, coordenador do Comitê de Contingência do Covid-19, “o cenário atual da pandemia no estado de São Paulo não permite a retomada de público em eventos associados a grandes aglomerações, como nas partidas de futebol de qualquer categoria”.

A decisão é uma resposta à demanda da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) sobre a retomada de público nos estádios , principalmente para a partida de eliminatórias da Copa do Mundo entre Brasil e Bolívia. O jogo irá ocorrer no dia 9 de outubro, na Neo Química Arena.

José Medina também reforçou que o estado de São Paulo continua em quarentena e isolamento social . O Comitê de Contingência considerou que, com todos os 645 municípios paulistas na fase amarela do Plano São Paulo, o retorno do público aos estádios de futebol iria contra as regras sanitárias estabelecidas pelo governo estadual.

Medina esclarece que, a não ser que haja alguma mudança no comportamento da pandemia ou que o Plano São Paulo seja recalibrado, a volta da torcida aos estádios deve ocorrer apenas na fase azul .

Além disso, Medina também pontuou que países que começaram a enfrentar a pandemia antes do Brasil ainda não liberaram a presença de torcidas em estádios. Entre os citados estão Inglaterra, Espanha, Itália, Portugal e Estados Unidos.

"O nosso dever em São Paulo é proteger a vida e a saúde de todas as pessoas, incluindo jogadores, técnicos, comissão técnica, torcedores e todas as pessoas que participam e que integram a vida no estado de São Paulo", declarou Doria ao ressaltar o respeito pela Federação Paulista de Futebol e pela CBF.

    Veja Também

      Mostrar mais