Lance

edmundo
Instagram
Edmundo relembrou histórias com Romário

Romário e Edmundo, dois dos maiores atacantes do Vasco e do futebol brasileiro. Se em campo a rivalidade entre os dois era grande, fora dos gramados a disputa era ainda maior. Contudo, nesta terça-feira, o ex-centroavante Edmundo abriu o jogo e contou dos momentos de parceira e gratidão com o "Baixinho".

- Não gostaria de estar falando mal do Romário, porque sou muito grato. Ele me ajudou bastante. A gente tem cinco anos de diferença, então quando ele subiu para o profissional, eu fiquei no júnior. Torcia e queria muito o sucesso dele. Quando a gente passou a jogar juntos, aí vai... Mas falar as coisas que fizeram com que a gente brigasse, parece que estou falando mal dele - disse Edmundo, no programa "Bate-bola Debate", nos canais "Fox Sports".

Dupla de estrelas do Cruz-Maltino em 2000, Romário e Edmundo ficaram marcados por desentendimentos e polêmicas: "Príncipe Romário e rei Eurico" e "Cavalos paraguaios", por exemplo, arrepiavam os bastidores da Colina à época. Em 2020, o "Animal" contou que os dois rivalizavam inclusive na noitada.

- Por exemplo, eu sempre estava disponível para atender as pessoas. A gente ia em churrascaria — ele era muito mais famoso que eu — as pessoas queriam autógrafo dele, e ele se recusava a dar. Eu levantava para dar; para mim, aquilo era novo. Ele brigava comigo por causa disso. Isso aí foi criando uma bola de neve, e a gente ficou rivalizando. Aí, quando a gente começou de fato a disputar vaga na seleção, partidas vôlei na praia, mulheres na noite, a gente começou a brigar - finalizou ele.

    Veja Também

      Mostrar mais