Dani Alves
Agência O Globo
Mais protegido do novo coronavírus que os jogadores do Goiás, Dani Alves criticou o adiamento do jogo

A suspensão do jogo entre Goiás e São Paulo mostra que o Campeonato Brasileiro de 2020 não é justo. Pelo menos não com as equipes sediadas nas regiões centrais do Brasil. Em um país de proporções continentais como o nosso, estados e municípios passam por situações muito diferentes uns dos outros; e este é o motivo do São Paulo ter um “privilégio” que o Goiás não tem. 

O surto do novo coronavírus (Sars-CoV-2) chegou pelas principais capitais em fevereiro, se desenvolveu de forma crescente até meados de junho e começou a demonstrar tendência de queda a partir de julho. A região Centro-Oeste foi poupada das etapas iniciais do surto, conforme mostram os dados do Ministério da Saúde, mas o vírus, enfim, chegou com força.

Além do fator tempo – que permitiu que São Paulo saísse da pior etapa da pandemia – Goiânia também está atrás da capital paulista no volume de testes feitos para identificar o novo coronavírus. As autoridades de saúde de São Paulo atingiram uma quantidade de testes a cada 100 mil habitantes semelhante à da Alemanha. Já em Goiânia, um estudo da Universidade Federal de Goiás mostra que o número de mortes causadas pela Covid-19 pode ser 30% maior.

Covid-19 em SP
Secretaria de Saúde de São Paulo
Dados da Covid-19 em São Paulo mostram que as média diária de mortes está em queda desde meados de junho

Goiânia também demora mais para confirmar e notificar óbitos. Uma morte pode levar semanas até que seja identificada como Covid-19. Pela falta de testes, muitos são enterrados com diagnóstico de síndrome respiratória aguda grave (SRAG), e nem entram na conta dos mais de 100 mil mortos no Brasil.

Comparando os gráficos dos boletins epidemiológicos dos municípios, pode-se aferir com clareza que a curva de óbitos em São Paulo já apresenta uma queda expressiva em relação aos números de Goiânia. A Covid-19 se desenvolveu na capital paulista até a segunda quinzena de maio, estabilizou em junho e começou a decrescer antes do fim daquele mês. . 

Covid-19 em Goiânia
Secretaria de Saúde de Goiânia
O pico das mortes por Covid-19 acontece em Goiânia durante momento de queda em São Paulo

Em Goiânia, a maior quantidade de óbitos foi registrada entre o final de junho e o começo de julho. Ou seja, enquanto as mortes por Covid-19 caiam em São Paulo, estavam subindo em Goiânia. Os dados da prefeitura da casa do Goiás Esporte Clube também não mostram quantos testes estão sendo feitos para identificar a Covid-19 na região.

Neste cenário tão distinto e desigual, fica o questionamento sobre o início do Campeonato Brasileiro de 2020. Hoje, os jogadores do São Paulo estão comprovadamente menos expostos à Covid-19 que a equipe do Goiás. Esperar o pior passar nas grandes capitais para iniciar o torneio é justo? 

    Veja Também

      Mostrar mais