David Terans
Reprodução
David Terans

O clube uruguaio Rentistas acionou a Fifa para alertar que o Atlético Mineiro atrasou a terceira parcela do compra do meia-atacante David Terans, em junho de 2018. A equipe de Belo Horizonte (MG) foi condenada a pagar US$ 828 mil dólares (R$ 4,4 milhões), porém, irá recorrer no Tribunal Arbitral do Esporte.

Em 2018, Terans teve 70% dos direitos econômicos negociados. O Atlético Mineiro pagaria pelo jogador em cinco vezes, sendo a primeira parcela no valor de 600 mil dólares e as outras quatro de 250 mil cada. Há uma cláusula no contrato que prevê multa de 20% por parcelas em aberto.

Segundo o time uruguaio, o Galo quitou apenas 60 mil dólares da terceira parcela de Terans, que venceu em junho de 2019. O valor cobrado hoje pelo Rentistas corresponde às duas parcelas restantes, além da multa de 20%. A Fifa aceitou o pedido. 


    Veja Também

      Mostrar mais