José Carlos Peres - Presidente do Santos
Pedro Ernesto Guerra Azevedo/Santos FC
José Carlos Peres - Presidente do Santos

Após resultados positivos em 2019, o Santos volta a ser assombrado pela crise financeira e processos judiciais. O cargo do presidente José Carlos Peres volta a estar ameaçado com a possibilidade de um segundo pedido de impeachment.

O Santos registrou prejuízo de R$ 19,7 milhões no primeiro trimestre de 2020, graças à pandemia causada pelo novo coronavírus (Sars-CoV-2). Para dificultar ainda mais o sono do santista, a equipe deve para Hamburgo (Alemanha), Brugge (Bélgica) e Atlético Nacional (Colômbia) pelas aquisições dos zagueiros Cleber Reis, Felipe Aguilar e o empréstimo de Luan Peres. Com juros, a dívida está próxima de R$ 20 milhões. 

A situação causou desconforto na tarde de hoje (20), quando um grupo de cerca de 30 santistas protestou na sede do clube em São Paulo (SP). Segundo o repórter Lucas Musetti, da Gazeta Esportiva, José Carlos Peres disse ao grupo que o Santos pagou o que foi possível entre as dívidas.

De acordo com Musetti, os diretores William Thomas e Pedro Doria, do Comitê de Gestão, conversaram com o elenco antes do treinamento de hoje. O Santos prometeu quitar as pendências com os jogadores, sem estimar um prazo. Éverson e Sasha já acionaram a justiça, mas os dirigentes do Peixe esperam que outros jogadores não façam o mesmo. 

    Veja Também

      Mostrar mais