Lance

Lance

Justiça deu razão ao Barcelona em processo envolvendo Neymar
PSG - Paris Saint-Germain/Divulgação
Justiça deu razão ao Barcelona em processo envolvendo Neymar

O Santos foi derrotado em ação movida contra o Barcelona no Tribunal Arbitral do Esporte (TAS), onde solicitava ao clube catalão o repasse de 61,2 milhões de euros (371,4 na cotação atual) em indenização pelo repasse de pagamentos ao pai de Neymar na transação com os europeus, em 2013.

O Peixe alegava na entidade que essas valores deveria sem transferidos a equipe, pois ela que negociou o jogador – o negócio foi feito durante a presidência de Odílio Rodrigues. Contudo, conforme o perfil brasileiro do Barcelona no Twitter divulgou, a entidade considerou que o contrato entre o atacante e o Alvinegro Praiano havia sido rescindido mutuamente, o que dava aos europeus o direito de pagar adicionais financeiros à empresa N&N, que pertence ao pai de Neymar, afirmando que não houve postura fraudulenta dos grenás.

O Santos ainda foi condenado a pagar ao Barça 20 mil francos suíços (R$ 112,7 mil na cotação atual) pelos custos do processo. 

Essa é a segunda derrota do Peixe nesta pauta. A Corte Arbitral do Esporte já havia dado parecer negativo.

O processo foi inciado em 2015, no início da gestão do ex-presidente Modesto Roma Júnior e a atual diretoria já não mantinha grandes expectativas de êxito no caso. No entanto, o clube ainda aguarda compensações financeiras do Barcelona quanto ao segundo amistoso combinado entre os clubes, feito durante a venda de Neymar, que nunca aconteceu, e quantias referentes a indicação do atacante entre os melhores jogadores do mundo, em 2017.

    Veja Também

      Mostrar mais