Lance

Lance

Renê Simões se justificou após polêmica
REPRODUÇÃO / SPORTV
Renê Simões se justificou após polêmica

O treinador Renê Simões ficou marcado negativamente após afirmar que o futebol deveria voltar para diminuir as agressões às mulheres durante a pandemia . Nesta segunda- feira, o medalhista de prata na Olimpíada de Atenas, em 2004, com o futebol feminino, se justificou sobre a polêmica afirmando que a frase não foi interpretada corretamente.

- (Para não haver agressão) O futebol seria um dos, nunca o motivo, para não haver agressão. Naquela semana, tinha recebido um telefonema de uma amiga dizendo que tinha sofrido agressão verbal e física. Não contextualizei. Só disse que o futebol poderia ajudar para que as coisas não aconteçam. Perguntei o que ela queria fazer, disse que não queria fazer nada. Só queria verbalizar, ela disse: "como você diz que precisamos verbalizar, vim falar contigo" - disse ele, que ainda completou dizendo:

- O erro foi meu em não contextualizar. Quem de um contexto tira um texto, arruma um pretexto. Arrumei um pretexto para acabarem comigo nas redes - comentou ele em live com a "Força Feminina Colorada".

Fato é que a declaração do técnico de futebol, que passou anos comandando a Seleção feminina, não caiu nada bem entre os torcedores. Nas redes sociais, a frase polêmica foi criticada. Simões também afirmou que "não diria uma aberração dessa", porque ele tem três filhas.

- Ai dos meus genros se encostarem a mão nas minhas filhas - acrescentou.

Aos 67 anoss, Renê já rodou por diversos clubes dentro e fora do Brasil. Botafogo, Vitória, São Paulo, Al-Rayyan, do Qatar, além de seleções e categorias de base da Seleção Brasileira.

    Veja Também

      Mostrar mais