Lance

Sede do Corinthians foi pichada com protestos contra Andrés Sanchez
Reprodução
Sede do Corinthians foi pichada com protestos contra Andrés Sanchez

Nesta quinta-feira, a sede do Corinthians , na zona leste de São Paulo, amanheceu pichada e com fortes ataques aos membros da atual gestão alvinegra, especialmente o presidente Andrés Sanchez , que foi chamado, entre outras coisas, de "ladrão" e "pilantra". Por meio de nota oficial, o clube repudiou o "episódio de vandalismo" e espera punição aos "criminosos".

Leia também: Pedido do MP-SP é aceito e Justiça cobra R$ 40 milhões do Corinthians

Nos muros do Parque São Jorge , entre pedidos de impeachment e transparência, alguns ataques pessoais mais pesados, falando inclusive em morte. Os nomes de Duílio Monteiro Alves, Andrés Sanchez e André Negão estavam acompanhados de cruzes. Os autores dos atos afirmaram que a paz acabou e o terror começou. Confira algumas das frases:

"Fora Andrés pilantra"
"O terror começou"
"Impeachment já"
"Quem será o próximo ladrão?"
"Acabou a paz"
"Transparência ou morte"
"Ladrão safado vai morrer"
"O povão cansou"
"Se gritar pega ladrão, não fica um"
"Andrés câncer maldito"

Logo cedo, funcionários do clube já haviam pintado os muros para cobrir as pichações. Por meio de nota oficial, o Corinthians repudiou o episódio e atribuiu os ataques ao ano eleitoral, já que haverá escolha para presidente em novembro. No texto, a gestão pede que os "criminosos" seja punidos.

Veja a nota na íntegra:

"Tomamos conhecimento do lamentável episódio de vandalismo feito por covardes que, na calada da noite, mancham os muros e a imagem do Corinthians. A quem interessa isso?

É lamentável que, em ano eleitoral, milicianos e patifes queiram tumultuar o trabalho sério que está sendo feito neste momento difícil. São 90 dias sem jogos e, consequentemente, queda abrupta de receita. Mesmo assim, ontem anunciamos um grande reforço e devemos anunciar novos patrocinadores e receitas em breve.

Esse ato só interessa aos inimigos do Corinthians e serve de alerta para o lado mais baixo que uma eleição desperta em quem não trabalha pelo clube, mas sim pelo caos.

Seguimos em frente, com a certeza de que criminosos serão punidos e de que o futuro do Corinthians não será manchado.

Sport Club Corinthians Paulista"

    Veja Também

      Mostrar mais