A Conmebol estima que o retorno da Libertadores e da Copa Sul-Americana aconteça em setembro. Em entrevista à emissora argentina "TyC Sports", o secretário-geral da entidade, Gonzalo Belloso, falou sobre a volta das competições, que estão paralisadas há dois meses. 

Leia também: Diretor da Conmebol garante que a Libertadores será retomada

libertadores
CONMEBOL/DIVULGAÇÃO
Taça da Libertadores


"Estamos organizando reuniões com todos os governos. O futebol é uma indústria de tantas que estão sofrendo com a pandemia. O problema mais difícil que enfrentamos é a da migração das equipes e os aeroportos", disse.

O diretor disse que as duas competições serão encerradas em compo, "quando possível", e não terão seus formatos alterados, ou seja, terão a mesma quantidade de partidas.

No entando, Belloso admitiu que finalizar os torneios no ano que vem não é visto como um problema para a Conmebol. Ele reforçou que o planejamento deve ser feito de acordo com oscalendários de cada confederação.

"Também temos que levar em consideração todos os calendários locais para que possam jogar os torneios locais em seus países. Trabalhamos paralelamente com os países para ver o que eles planejam", epxlicou.

Leia também: Conmebol divulga estádios candidatos a sediar próximas finais da Libertadores

A Libertadores foi paralisada após a segunda rodada da fase de grupos. Já a Sul-Americana iniciaria a segunda fase nos dias 20 e 27 de maio. A Conmebol espera a reabertura de todas as fronteiras no continente para um cenário favorável após a pandemia do novo coronavírus.

    Leia tudo sobre: Futebol

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários