Adriano Imperador não joga futebol profissional desde 2016
Instagram
Adriano Imperador não joga futebol profissional desde 2016

Jogadores estrangeiros tiveram papel fundamental na história da Inter de Milão, um dos clubes mais vitoriosos do futebol italiano. Ciente disso, o jornal local "Gazzeta dello Sport" selecionou os 16 gringos mais importantes para o clube, e quatro brasileiros entraram nesse ranking — mas Adriano Imperador não.

Ranking: O Flamengo adotou o bolsonarismo?

A "Gazzetta" lembrou Ronaldo, que defendeu o clube entre 1997 e 2002; Júlio César, que conquistou cinco títulos do Campeonato Italiano e um da Liga dos Campeões em sete temporadas no time; além do lateral-direito Maicon, que foi contemporâneo do goleiro, e o ala-direito Jair, figura do clube nos anos 1960.

Não houve, porém, espaço para o Imperador na lista. O atacante chegou à Inter, vendido pelo Flamengo, em 2001. Com empréstimos para Fiorentina e Parma no caminho, ele ficou até 2008 no clube e venceu os mesmos cinco títulos da Série A que Júlio César e Maicon. Mas saiu antes da surpreende temporada 2009/2010, com o título da Champions.

Os outros estrangeiros citados pelo jornal foram Zanetti, Suárez, Matthäus, Milito, Eto'o, Rummenigge, Cambiasso, Brehme, Sneijder, Icardi, Ibrahimovic e Djorkaef.

Agora, caberá aos leitores do jornal escolher o maior da história da Inter de Milão. Há chances consideráveis de que o pódio tenha algum brasileiro.

    Veja Também

      Mostrar mais