Lance

Lance

Paulo Nobre, ex-presidente do Palmeiras
Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação
Paulo Nobre, ex-presidente do Palmeiras

Paulo Nobre foi o vencedor do primeiro leilão feito por Fernando Prass para arrecadar verbas que ajudem em meio à pandemia do coronavírus. O ex-presidente do Palmeiras desembolsou R$ 7,5 mil na camisa que o hoje goleiro do Ceará recebeu em sua entrevista coletiva de despedida do Verdão, em dezembro, de Maurício Galiotte, sucessor e, desde então, opositor de Nobre.

Leia também: Bolsonaro sugere Brasília para finalizar o Campeonato Carioca

- Eu queria agradecer ao Paulo Nobre , o grande vencedor do leilão . Esse valor vai ajudar muita gente no Hospital da Criança e na Casa de Apoio à Criança com Câncer e compra cestas básicas - disse Prass em seu Instagram.

Paulo Nobre assumiu a presidência do Palmeiras em janeiro de 2013, mês seguinte à contratação de Prass, que chegou logo após o rebaixamento do clube no Brasileiro. Com Nobre como mandatário, o goleiro e o clube conquistaram a Série B de 2013, a Copa do Brasil de 2015 e o Campeonato Brasileiro de 2016. Com Galiotte à frente do Verdão, o camisa 1 ganhou seu último título na equipe: o Campeonato Brasileiro de 2018.

O leilão da relíquia do Palmeiras acabou às 12h desta quarta-feira, em seu perfil no Instagram, @fernandoprassoficial, com os lances nos comentários. Depois, começou o do uniforme de seu 200º jogo pelo Vasco, com outro fator que a torna especial: uma referência à despedida dos gramados do ex-atacante Edmundo, que ocorreu na mesma partida. Paulo Nobre ofereceu R$ 1.500 na peça, mas, pouco depois, foi superado. O leilão segue até 12h de quinta-feira.

Depois da peça histórica do Vasco, ficará à disposição a camisa da Seleção Brasileira utilizada por Gabriel Jesus, Neymar, Gabigol, entre outros,na conquista da Olimpíada do Rio de Janeiro, em 2016. Prass participou dos treinamentos com o elenco, mas acabou cortado do torneio por lesão.

    Veja Também

      Mostrar mais