Maracanã
Divulgação
Maracanã

O secretário especial de Produtividade, Emprego e Competitividade do Ministério da Economia, Carlos da Costa , afirmou nesta segunda-feira que o governo federal está em contato com a Confederação Brasileira de Futebol ( CBF ) e com os clubes para organizar a retomadas dos jogos . Carlos da Costa disse que não há uma data para isso, mas ressaltou que isso deve ocorrer "em breve".

Leia também: Fifa pretende ampliar número de substituições durante partidas

— Estamos conversando com a CBF e com os clubes para garantir que os protocolos sejam adequados para termos tempo de implementar. Mas o que a gente pode dizer é que isso será em breve. O povo brasileiro está em casa, quer assistir a seu jogo de futebol, os campeonatos têm que continuar. Óbvio, assim que as condições forem propícias, eles vão continuar — disse, durante entrevista coletiva no Palácio do Planalto.

Outro setor citado pelo secretário como um dos que deve ser reaberto em breve é o de bares e restaurantes. Carlos da Costa ressaltou, no entanto, que nos dois casos haverá um protocolo e que a prioridade é garantir a saúde.

— Nós precisamos de produção. Precisamos jogar futebol, precisamos reabrir bares e restaurante, precisamos reabrir indústrias que foram fechadas, precisamos voltar a produzir. Sempre colocando a saúde em primeiro lugar. Mas fazendo com que as condições de vida também sejam preservadas. E o futebol é um exemplo. Sempre de forma planejada, seguindo protocolos e sem colocar em risco a saúde das pessoas.

Questionado sobre se a retomada das partidas está sendo discutida com estados e municípios, o secretário afirmou que isso não é necessário porque os jogos serão com portões fechados.

— A ideia não é fazermos um grande evento esportivo, porque os portões vão estar fechados. Então, é um evento com relativamente poucas pessoas. Não vai ser aberto à população, vai ser um evento privado, restrito.

    Leia tudo sobre: futebol

    Veja Também

      Mostrar mais