Lance

Andrés Sanchez, presidente do Corinthians arrow-options
Reprodução
Andrés Sanchez, presidente do Corinthians

O presidente do Corinthians, Andrés Sanchez, comentou as possíveis crises financeiras no mundo do futebol com a paralisação do esporte por conta do coronavírus. Andrés, em entrevista à "Band", nesta quarta-feira, disse que os dirigentes brasileiros enfrentaram problemas com a arrecadação e exemplificou o Flamengo. Sobre o time carioca, o mandatário do Timão só vê uma saída: venda de atletas.

- Eu não pego empréstimo porque não tenho mais crédito, se não também pegava. Essa quarentena vai ser difícil para todos os clubes. O que a gente tem que entender é que o Flamengo, no ano que não vender jogador, vai ter dificuldade. Todos os clubes são assim - falou ele.

Outro aspecto apontado pelo presidente foi a importância na busca por diferentes arrecadações financeiras em meio à pandemia. Para Andrés, mesmo com as boas vendas do Flamengo nas últimas temporadas, o solução até para os times com mais finanças também será a adaptação. O clube não vendeu seus principais atletas na última janela de transferências.

- Infelizmente, dependemos de venda de jogador. O Flamengo, nos últimos dois anos, vendeu quase R$ 450 milhões em jogador. Óbvio que vai estar em um patamar acima. Mas o ano que não vender, vai ter dificuldades - finalizou.

    Veja Também

      Mostrar mais