Lance

Lance

Alexandre Gallo%2C técnico do São Caetano
Divulgação/São Caetano
Alexandre Gallo, técnico do São Caetano

A pandemia do novo coronavírus faz primeira vítima entre os clubes de futebol no Brasil. Por meio de nota, o São Caetano anunciou que desistiu de disputar a Série D do Campeonato Brasileiro, que se iniciaria em maio, mas por conta da paralisação das competições, ainda não tem data para começar. 

Leia também: Marcos gera nova polêmica com opinião política nas redes sociais

O Azulão justificou a decisão por priorizar a saúde financeira da instituição e conseguir honrar os compromissos com os jogadores e funcionários. O clube estava no Grupo 8 do torneio e quem pode herdar a vaga dele na competição é o São Bernardo , por ter sido semifinalista da Copa Paulista. O XV de Piracicaba, vice-campeão, acabou disputando a Copa do Brasil com a vaga também assegurada pela Copinha. O Mirassol, outro semifinalista, já está na Série D.

Vale lembrar que o regulamento da Série D obriga os clubes a informarem com no máximo 50 dias de antecedência, para o início da competição, a desistência. Caso isso não ocorra, e a equipe realmente não dispute o torneio, será considerado W.O e a vaga não seria preenchida por outra equipe.

Veja a nota oficial do São Caetano

Em virtude da pandemia do Covid-19, o São Caetano Futebol Ltda encaminhou ofício nesta quarta-feira, junto à Federação Paulista de Futebol (FPF), solicitando a sua desistência da Série D do Campeonato Brasileiro. Competição que estava programada para iniciar em maio.

Esta foi uma medida bastante pensada e extrema, que infelizmente precisou ser tomada, em decorrência dos problemas e todas as incertezas que envolvem o futebol brasileiro e o seu calendário de competições.

Queremos desta forma preservar a saúde financeira do clube em um momento de grande dificuldade para honrar compromissos já estabelecidos com jogadores, comissão técnica e todo o quadro de funcionários.

    Veja Também

      Mostrar mais