Copa das Confederações de 2005 será transmitida pela Globo
Ben Radford/Getty Images
Final das Copa das Confederações de 2005 será transmitida pela Globo

Com o futebol mundial paralisado por conta da pandemia do novo coronavírus, a Rede Globo está apostando na reprise de jogos históricos da seleção brasileira. Neste domingo (19), às 16h, a emissora vai transmitir o título da Copa das Confederações de 2005, em cima da Argentina.

O elenco campeão do torneio tinha grandes jogadores como Adriano Imperador, Ronaldinho Gaúcho e Robinho, que além do destaque dentro de campo, acumulavam polêmicas em suas vidas pessoas. Relembre alguns episódios abaixo:

Adriano x Joana Machado

Adriano e Joana Machado
Reprodução
Adriano e Joana Machado

Em 2010, Adriano e outros jogadores do Flamengo faziam churrasco em uma comunidade no Rio de Janeiro, onde o Imperador foi surpreendido pela chegada de Joana Machado, que era sua namorada. Após discussão, a loira chegou a apedrejar o carro de atletas. O atacante chegou a ser acusado de amarrar a mulher em uma árvore, mas negou que isso tenha acontecido.

Foto com armas

Adriano posa com arma
Reprodução
Adriano posa com arma

No mesmo ano, o Imperador enfrentou algumas polêmicas relacionadas a sua possível ligação com o crime no Rio de Janeiro. Após ter uma foto segurando uma metralhadora, Adriano precisou prestar depoimento em uma delegacia da cidade.

Ronaldinho preso no Paraguai

Ronaldinho Gaúcho e o irmão Assis estão presos no Paraguai
Reprodução/ Twitter
Ronaldinho Gaúcho e o irmão Assis estão presos no Paraguai

Mais recente entre as polêmicas dos jogadores de 2005, a prisão de Ronaldinho Gaúcho no Paraguai segue dando o que falar. O ex-jogador foi detido após apresentar um passaporte falso na chegada ao país. Em prisão domiciliar, o craque e seu irmão Assis seguem sendo investigados.

Condenação por estupro

Robinho em ação pelo Milan
Dino Panato
Robinho em ação pelo Milan

Em 2017, Robinho foi condenado a nove anos de prisão na Itália pelo estupro coletivo de uma garota albanesa em janeiro de 2013 em uma casa noturna da cidade de Milão. Na época do crime, Robinho defendia o Milan. Atualmente o atacante joga na Turquia e não passa por países que possuem acordo de extradição com a Itália.




    Veja Também

      Mostrar mais