Lance

Clube peruano demitiu todos seus jogadores arrow-options
Divulgação
Clube peruano demitiu todos seus jogadores

A paralisação do futebol por conta da pandemia do novo coronavírus causou um estrago incalculável no modesto Deportivo Coopsol, time da segunda divisão do Peru. Ao ponto de, sem recursos para manter a equipe, ter de mandar embora todos os jogadores bem como a comissão técnica.

O clube emitiu um comunicado direcionado aos atletas apontando que não possuía nenhuma solução que pudesse evitar a medida agregando que os contratos de patrocínio que mantinham os vencimentos em dia foram encerrados ainda no dia 16 de março, data que o governo peruano decretou a quarentena no país.

Em entrevista a rádio Ovación, o presidente do clube, Freddy Ames, comentou sobre o tema e deu detalhes sobre como a notícia abalou os atletas:

“Sem receitas e com a incerteza de disputa ou não da Liga 2, se torna impossível seguir contando com um plantel de jogadores. Os rapazes acabaram ficando muito sentidos.”

Confira abaixo parte do comunicado do Deportivo Coopsol:

“Expressamos com muita dor, mas também com responsabilidade que, ao não ter alternativa econômica e nenhuma saída, decidimos dar por concluído dos serviços de nossos jogadores e equipe técnica. Recebemos cartas de patrocinadores comunicando-nos da rescisão antecipada do contrato. Essas empresas se viram duramente afetadas, por isso nos comunicaram que não poderão seguir apoiando-nos.”


    Veja Também

      Mostrar mais