Rodolfo Landim%2C presidente do Flamengo arrow-options
UNIFLA / Reprodução
Rodolfo Landim, presidente do Flamengo

Flamengo  tomou conhecimento da liberação por parte da  Conmebol  da premiação pela participação na fase de grupos, e pretende entrar em contato com a CBF para solicitar a antecipação da receita, no momento em que o mundo do futebol está parado por causa da pandemia do coronavírus.

Leia mais: Prior conversa com Babu sobre futebol e canta: "Palmeiras não tem Mundial"; veja

A diretoria rubro-negra acredita que as dificuldades em função da ausência de jogos podem promover uma escassez de recursos, e vé com bons olhos a entrada nos cofres de cerca de R$ 9 milhões liberados pela entidade sul-americana.

A Conmebol anunciou nesta quinta-feira que os clubes que estiverem disputando neste momento a fase de grupos da Libertadores ou Sul-Americana 2020 poderão solicitar um adiantamento excepcional de até 60% do pagamento dos direitos de participação.

O Flamengo vai procurar entender para quando este recuro estará disponível. Em um primeiro momento, o clube considerava que conseguiria honrar a folha salarial mesmo com a paralisação do futebol por algumas semanas.

Agora, vê que a melhor solução está na negociação coletiva entre clubes e atletas, mas até agora não houve acordo de redução dos pagamentos.

Na Libertadores, o Flamengo enfrentou Junior Barranquilla e Barcelona do Equador, na primeiras duas rodadas, mas teve jogos adiados contra Independiente del Valle, a ida e a volta, e a volta contra Junior e Barcelona.

A diretoria rubro-negra teme que a crise faça empresas como a Amazon não fecharem o patrocínio esperado para 2020. E há tereceito ainda de que outros contratos não sejam honrados, como ocorreu com o Azeite Royal, que também exibia sua marca no uniforme rubro-negro.

Pela participação na fase de gruposLibertadores, cada clube tem direito a US$ 3 milhões. O valor disponibilizado pela Conmebol é de US$ 1,8 milhão (cerca de R$ 9 milhões) e envolve Flamengo, Palmeiras, Athletico-PR, São Paulo, Grêmio, Internacional e Santos.

Ao todo, a Conmebol distribuirá US$ 96 milhões aos 32 participantes da fase de grupos. Os 60% desse montante marcam US$ 57,6 milhões.

    Veja Também

      Mostrar mais