Lance

Lance


O São Paulo recebeu a notícia da suspensão da próxima rodada da Copa Libertadores, motivada pela pandemia do coronavírus, durante o treino dessa quinta-feira, no CT da Barra Funda. O planejamento de Fernando Diniz para o clássico contra o Santos, que até o momento está confirmado para sábado, às 19h, no Morumbi, não foi tão impactado: ele planejava usar titulares mesmo que houvesse o jogo contra o River Plate, terça-feira.

Leia também: Vice-presidente do Flamengo testa positivo para o coronavírus

sp
Reprodução/ Twitter
Coronavírus mudou rotina do São Paulo



A exceção será o goleiro Tiago Volpi, que sofreu uma fratura na mão direita e será substituído por Lucas Perri, além da possibilidade de Vitor Bueno ser poupado - ele acelerou a recuperação da lesão no tornozelo esquerdo para enfrentar a LDU, mas ainda não estava 100%. Pablo entraria.

Mesmo ganhando uma semana cheia para treinar a equipe, já que a partida seguinte do Paulistão está marcada para domingo, contra o Red Bull, também no Morumbi, Diniz lamentou a situação internamente. Para ele, o momento era ideal para equipe ganhar confiança após bater a LDU por 3 a 0 e engrenar.

Já a diretoria começou a trabalhar nos bastidores. A primeira medida foi suspender a comercialização de ingressos para o jogo contra o River Plate - já eram mais de 38 mil vendidos. Quem já comprou continua com o ingresso válido para a próxima data a ser escolhida pela Conmebol. Quem não puder ir em outra data ou tiver dúvidas deverá entrar em contato com o São Paulo pelo e-mail ouvidoria@saopaulofc.net.

O São Paulo ficou satisfeito com o adiamento da partida, já que a outra alternativa seria jogar com portões fechados, o que representaria um prejuízo técnico e sobretudo financeiro.

O clube também entrou em contato com a Federação Paulista de Futebol para saber se há chances de o Paulistão ser paralisado. A não reposta foi que, a princípio, a rodada do fim de semana ocorrerá normalmente, mas que uma posição mais clara seria passada nesta sexta.

O São Paulo sugeriu ainda que, caso não haja paralisação do Estadual, a última rodada, inicialmente marcada para o dia 1º de abril (quarta-feira) seja antecipada para o fim de semana anterior (28 ou 29 de março), que inicialmente teria jogos das Eliminatórias para a Copa do Mundo (suspensos também devido ao surto de coronavírus). O Tricolor visita o Guarani, em Campinas.

Com isso, o São Paulo conseguiria evitar a maratona de jogos que está prevista: Guarani na quarta-feira, jogo único das quartas de final do Paulistão no sábado ou no domingo e jogo contra a LDU, em Quito, na terça seguinte (desde que a Libertadores já tenha voltado ao seu curso normal até lá). O clube já tem voo fretado para ir ao Equador e, por enquanto, não fará mudanças na programação.

Calendário à parte, o clube fará ajustes no dia a dia do CT, restringindo a entrada de convidados e imprensa nos próximos dias. Estava prevista uma entrevista coletiva com um jogador na próxima segunda, prévia ao jogo contra o River, mas este evento já está cancelado.

Como está o calendário do Tricolor:

14/3 - sábado
São Paulo x Santos - Morumbi

​17/3 - terça-feira
São Paulo x River Plate - Morumbi - SUSPENSO

21/3 - domingo
São Paulo x Red Bull Bragantino - Morumbi

1/4 - quarta-feira
Guarani x São Paulo - Brinco de Ouro

4/1 ou 5/1 - sábado ou domingo
Quartas de final do Paulistão

7/4 - terça-feira
LDU x São Paulo - Casa Blanca

11/4 ou 12/4 - sábado ou domingo
Semifinal do Paulistão

19/4 - domingo
Final do Paulistão

22/4 - quarta-feira
River Plate x São Paulo - Monumental

26/4 - domingo
Final do Paulistão

    Leia tudo sobre: Futebol

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários