Lance

Lance

Mouche foi o autor do gol da vitória
Reprodução / Colo Colo
Mouche foi o autor do gol da vitória

No estádio Monumental de Santiago, com gol na primeira etapa, o Colo Colo venceu o Athetico-PR por 1 a 0 pela Libertadores. Com o resultado, o Cacique foi para 3 pontos, mesma pontuação do Furacão no Grupo C.

Na próxima rodada, o Colo Colo enfrenta o Peñarol, no Monumental de Santiago. O Athletico-PR pega o Jorge Wilstermann, no estádio Félix Capriles, na Bolívia. Ambas as partidas serão realizadas no dia 17 de março.

O jogo

Assim que o árbitro apitou o início do jogo, o Colo Colo começou um bombardeio para cima da defesa do Athletico-PR. A blitz do Cacique deu certo e logo o gol saiu. Bolados fez grande jogada, invadiu a área e cruzou na medida para Pablo Mouche. O atacante cabeceou e abriu o marcador, aos 10 minutos. 1 a 0.

O gol obrigou o Furacão a sair mais para o jogo. A equipe paranaense até equilibrou o jogo, mas só conseguia levar perigo na bola parada. Em duas cobranças de escanteio, Thiago Heleno levou a melhor em ambas, mas nos dois lances as cabeçadas foram para fora.

O Athletico-PR mostrava muita raça, mas não conseguia criar grandes jogadas. O Cacique não leva muito perigo à meta do Furacão, mas conseguia controlar bem o jogo na base do toque de bola.

Os primeiros 15 minutos da etapa complementar foram bastantes mornos. As duas equipes foram muito cautelosas em suas ações e pouco arriscavam.

Só mesmo um vacilo para surgir chances de perigo. E foi o que aconteceu duas vezes seguidas com a defesa do Furacão. Mas Jandrei e a falta de pontaria de Léo Valencia impediram que o Colo Colo ampliasse o placar.

O Furacão insistia, lutava, tentava, mas a falta de criatividade era principal o empecilho da equipe paranaense na busca pelo gol de empate. O Cacique se defendia bem e, quando tinha a posse de bola, procurava administrar o resultado na base do toque de bola.

Só que no finalzinho do jogo, o Athetico-PR quase empatou em nova cabeçada de Thiago Heleno. Após o fim da partida, Jandrei chutou a bola em direção ao árbitro, que não teve dúvida e expulsou o goleiro do Furacão.

    Veja Também

      Mostrar mais