Pedrinho, meia-atacante do Corinthians
Conmebol
Pedrinho, meia-atacante do Corinthians

O Corinthians aguarda a resposta final do Benfica para saber se renovará ou não o contrato do meia-atacante Pedrinho , de 21 anos, até dezembro de 2023. Seu acordo atual vai até o fim de 2020. O clube e o jogador já tem um acordo de renovação apalavrado, mas o interesse do clube português fez adiar a assinatura do contrato, que já está redigido. 

Na temporada passada, Andrés Sanchez, presidente do Corinthians, e Will Dantas, empresário do jogador, haviam chegado a um acordo para a renovação de contrato do camisa 10, que seria assinado em janeiro deste ano. Porém, com a proposta do Benfica, não houve a assinatura do acordo. O prazo acabou sendo prorrogado para até o final de fevereiro, período que o Benfica tem para tomar uma decisão sobre a compra de Pedrinho

Caso Pedrinho renove com o Timão, ele vai receber um aumento salarial de mais de 100%, que valerá a partir de setembro do ano passado. Se o Benfica não confirmar a compra, as partes assinarão a renovação e o aumento salarial passará a valer, com um pagamento retroativo de setembro até aqui. 

Caso a venda seja confirmada, a renovação de contrato não será assinada, mas o Timão irá pagar a diferença salarial do período entre setembro e fevereiro, conforme prometido ao camisa 10. Como só sairá no meio da temporada, seu salário no clube seria mantido com base no contrato anterior de março a junho, quando, mesmo com vínculo com o Benfica, ele ainda estará jogando pelo Timão. 

O Alvinegro espera receber 20 milhões de euros (R$ 93,82 milhões) pela venda do atleta aos portugueses. Caso o clube de Lisboa não pague algo em torno deste valor, não haverá negócio.

Enquanto segue a negociação, Pedrinho está disponível para o confronto diante do Água Santa, neste sábado (22), às 15h, no Distrital do Inamar, em Diadema, pela sétima rodada do Campeonato Paulista.

    Veja Também

      Mostrar mais