Lance

Dedé comemora gol pelo Cruzeiro arrow-options
Reprodução
Dedé comemora gol pelo Cruzeiro

O ex-presidente do Cruzeiro, Wagner Pires de Sá, protagonizou mais uma polêmica depois que deixou o cargo na Raposa. O ex-dirigente fez duras críticas aos zagueiro Dedé em um vídeo que viralizou na internet.

Aparentemente Wagner não notou que estava sendo filmado dentro de um carro, provavelmente durante uma corrida de aplicativo de transporte. No vídeo, Wagner também aparentava sinais de embriaguez. Sua fala mais contundente em relação a Dedé foi que o Cruzeiro não conseguiu vender o jogador porque estava “todo fodido”, além de ter ganho R$ 50 milhões sem jogar, se referindo aos vários períodos lesionados de Dedé, que somados dão quase três anos parado. 

-O Dedé ficou um ano e meio parado, ganhando R$ 800 mil, o Cruzeiro gastou. Não é igual INSS não. Ah, o cara tá doente, vai para o INSS, ganha salário mínimo. Não, o time paga. Ganhou mais de R$ 50 milhões sem jogar. E se vender, não vende, primeiro porque ele é todo fudido e não passa no exame médico. Futebol brasileiro é isso- disse Wagner.

Dedé , que está em litígio com a Raposa, ainda se recupera de outra cirurgia no joelho, realizada no fim de 2019, ficando de fora da reta final do Brasileiro, e não esteve na partida que determinou o rebaixamento do Cruzeiro. Atualmente, ele está liberado pelo clube para concluir sua recuperação e o seu futuro está indefinido, já que o negócio com o futebol da China não teve sucesso.

Desde que chegou ao Cruzeiro, Dedé teve vários problemas nos dois joelhos, ficando praticamente inativo entre 2014 a 2017, jogando apenas 13 vezes. A quase saída da Raposa será de forma não amistosa, pois mesmo com o suporte do clube nas lesões disse que não aceitaria reduzir o salário para permanecer em BH.

A reportagem do LANCE! procurou a assessoria de imprensa do zagueiro e aguarda um posicionamento do seu Staff, mas não recebeu retorno. 

    Veja Também

      Mostrar mais