Durante o "Bem, Amigos" da última segunda-feira (17), Galvão Bueno fez um longo discurso condenando o episódio de racismo ao jogador Merega, em Portugal, no último final de semana. Depois, falou do machismo do mascote do Atlético Mineiro com uma jogadora do clube e, por fim, se desculpou com a repórter Nadja Mauad .

Leia também: Criticado na web: Galvão Bueno troca Athletico por xará mineiro na Supercopa

Galvão arrow-options
Reprodução/Globo
Galvão pediu desculpas para repórter


Galvão  havia cobrado a repórter, durante o jogo entre Flamengo x Athletico PR, pela Supercopa do Brasil, uma informação que ela já havia passado. "Todo mundo erra, Eu erro. Erro muitas vezes. Ontem, eu errei na transmissão de Flamengo x Athletico. Cobre uma informação de que excepcional profissional", disse ele.

Leia tmabém: Atlético-MG condena machismo de mascote contra jogadora do time feminino

"Ela deu a informação do menini lateral-esquerdo. Nós estávamos com sérios prolemas de comunicação, retorno, e eu não ouvi. E eu não quis dizer para onde ele estava indo e perguntei a ela. E, com problemas de comunicação, ela disse: "Não entendi". Eu repeti e aí que cometi o erro, uma frase infeliz. Ela já tinha falado e eu não itnha escutado. Logo depois, me dirigi a ela, pedi desculpas no ar, na transmissão, disse o tanto que eu admiro o trabalho dela, mandei beijo e ela foi muito bacana. Disse 'Que isso, Galvão, tamo junto'. E vamos emora, vamos em frente", completou ele.

"Você sabe a admiração que eu tenho por você. Meu sonho era fazer um jogo com você narrando e eu realizei meu sonho ontem. Eu tenho uma personalidade muito forte. Quem me conhece sabe que se eu não estivesse à vontade para estar aqui hoje, eu não estaria. Sou muito sua fã, a casa sempre me tratou com muito carinho, muito respeito. Para mim é sempre um prazer estar com vocês", respondeu Nadja.

    Leia tudo sobre: Futebol

    Veja Também

      Mostrar mais